ImóvelTimes

11 fundos imobiliários com retorno de dividendos de até 20%, bem acima da Selic

01 fev 2024, 10:15 - atualizado em 31 jan 2024, 18:38
taxa de juros dividendos Selic Banco Central fundos imobiliários FIIs
Selic cai pela quinta vez seguida, para 11,25%, mas tem fundos imobiliários pagando dividendos acima da taxa de juros (Imagem: Yauhen Akulich/Canva Pro)

Como esperado, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) cortou a taxa básica de juros (Selic) na primeira reunião de 2024. 

A taxa de juros foi reduzida pela quinta vez seguida em 0,50 ponto percentual (p.p.), passando de 11,75% para 11,25% ao ano. Com isso, a Selic está 2,5 pontos p.p. abaixo da vista no começo de 2023. 

O BC iniciou o ciclo de afrouxamento monetário em agosto do ano passado e, desde então, vem mantendo a magnitude do corte. Contudo, a dúvida do mercado financeiro é quando terminará o ciclo de cortes e até onde a taxa Selic chegará.

Ainda sem respostas, investidores podem aproveitar o momento e apostar em fundos imobiliários que estão rendendo bem acima da taxa atual.

  • As melhores e as piores ações de janeiro: Analistas comentam o que motivou o desempenho positivo (ou negativo) dos papéis, e ainda revelam suas recomendações para fevereiro. Confira no Giro do Mercado clicando abaixo:

Qual classe de FIIs tira proveito de cortes de juros?

A expectativa de corte da Selic foi fundamental para o desempenho dos FIIs em 2023, com o índice referência do setor (Ifix) da B3 tendo o melhor ano desde 2019 ao saltar 15,50%.

Diante da possibilidade de mais cortes, analistas ainda veem um cenário positivo para os fundos em ambiente de redução da Selic. 

Analistas da XP dizem que, dado o cenário macroeconômico com perspectiva de inflação em patamares elevados no curto prazo, veem retornos atrativos nos fundos de recebíveis (papel) em meio ao cenário inflacionário e monetário. 

“Acreditamos que os fundos indexados em CDI+ devem se beneficiar do cenário macroeconômico com a Selic em patamares mais elevados”, comentam.

Para a economista da Cy Capital, Eliane Teixeira, esses FIIs ficam mais atrativos em cenário de queda de juros já que eles seguem a estratégia de distribuir dividendos de forma regular e ainda se beneficiam da isenção de Imposto de Renda para as pessoas físicas sobre os rendimentos distribuídos.

Teixeira acrescenta que os  FIIs logística, shoppings e de lajes corporativas também continuam sendo beneficiados com o ciclo de cortes, que poderá ser estendido pelo Banco Central. Contudo, “de forma um pouco mais indireta”, diz.

Fundos imobiliários com retorno de dividendos acima da Selic

Fundo imobiliário Ticker Retorno com dividendos (12 meses)
BlueMacaw Logística BLMG11 20,03%
Devant Recebíveis DEVA11 19,12%
Riza Akin RZAK11 16,36%
Autonomy Edifícios Corporativos AIEC11 16,00%
BTG Pactual Terras Agrícolas BTRA11 15,54%
Hectare CE HCTR11 15,43%
Cartesia Recebíveis Imobiliários CACR11 15,38%
Valora RE III VGIR11 15,01%
Urca Prime Renda URPR11 14,70%
More Recebíveis Imobiliários MORC11 14,26%
RBR Plus Multiestratégia RBRX11 14,04%

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin