ImóvelTimes

3 fundos imobiliários dão adeus ao Ifix a partir de janeiro; veja mudanças

01 dez 2023, 19:25 - atualizado em 01 dez 2023, 19:32
ações -bolsa-b3-carteira-recomendada
Índice de fundos imobiliários fecha o dia e a semana com movimentos laterais antes de mudanças na composição (Imagem: Diana Cheng/Money Times)

A B3 divulgou nesta sexta-feira (1º) a primeira prévia da composição de seus índices entre janeiro a abril de 2024. E o índice de fundos imobiliários (Ifix) terá mudanças a partir do pregão de 2 de janeiro.

Desta forma, o Ifix passará a contar com dois novos fundos: o More Recebíveis Imobiliários (MORC11) e o SPX Syn Multiestratégia (SPXS11).

Em contrapartida, três fundos deixam o índice de FIIs.

Com as mudanças, a carteira do Ifix na B3 será composta por 108 fundos imobiliários.

As segunda e terceira prévias serão divulgadas nos dias 18 e 27 deste mês. Já a carteira com a composição definitiva do Ifix até 3 de maio será divulgada em 2 de janeiro.

Índice de fundos imobiliários (Ifix)

O índice de fundos imobiliários (IfixB3 encerrou o primeiro pregão de dezembro com sinal negativo, após leve alta de 0,66% em novembro.

Em dia de volatilidade, o Ifix fechou com leve queda de 0,05% (após ajustes), aos 3.175 pontos. Desta forma, o índice de FIIs segue distante do patamar de 3.200 pontos, perdido há dois meses.



Entre os mais de 100 fundos listados, o Mauá Capital Recebíveis (MCCI11) fechou com a maior alta do dia, de 4,72%, tentando recuperar parte do tombo de 5,46% no mês passado.

Veja os FIIs que mais subiram e mais caíram em novembro

Por outro lado, o BRPR Corporate Offices (BROF11) liderou as perdas, de 2,88%, depois de subir por quatro pregões seguidos.

FIIs de destaques na semana

O Ifix fechou a semana com ligeira alta de 0,02%.

Entre os FIIs, a maior alta no período ficou com o Hotel Maxinvest (HTMX11), de 5,23%, mantendo o melhor desempenho em 2023, de mais de 60%.

Enquanto o BTG Pactual Agro Logística (BTAL11) foi o fundo imobiliário que mais exibiu desvalorização entre segunda-feira hoje, de 5,32%, após liderar as perdas em novembro.

*As cotações citadas são do site Investing.com

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin