Petróleo em queda por confinamento na China mexe com as expectativas para o etanol

04/08/2021 - 10:35
Petróleo
Óleo cru em queda por variante Delta na China arrasta expectativas de outros derivativos (Imagem: REUTERS/Sergei Karpukhin)

O petróleo segue com os traders se desafazendo de posições nesta quarta (4), tanto em Londres quanto em Nova York, mantendo o rumo de baixa como foi a finalização da sessão anterior. O mercado tenta precificar o impacto das novas restrições no combate à covid.

Como com a soja que perdeu mais de 30 pontos na terça, e testa ajustes leves nesta manhã (4 pontos de alta, em US$ 13,22 o novembro), o consumo da população, com milhões em confinamento pelo avanço da variante Delta, deve ser prejudicado.

Às 10h33 (Brasília), o barril do Brent recua 1,82%, a US$ 71,09. No Estados Unidos, o benchmark WTI perde 2,32%, estando, agora, em US$ 68,92.

No Brasil, além das expectativas com a soja, bem como da carne bovina, o mercado sucroenergético fica em alerta com relação ao etanol.

Havia a expectativa de a Petrobras (PETR4) majorar a gasolina no início da semana, quando o petróleo virou a semana em US$ 75, e esticou a defasagem do combustível derivado para R$ 0,34, de acordo com a Abicom, que reúne as importadoras.

E o hidratado vinha com expectativa de melhora de preços nas origens, o que de certa forma as distribuidoras estão confirmando com duas altas diárias, segundo o Cepea.

Agora, mantido o viés de baixa do óleo cru, desmontando de vez a perspectiva de aumento da gasolina nas refinarias, ou até indicando um movimento de corte pela estatal, as distribuidoras podem tirar os pés das compras do biocombustível.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 04/08/2021 - 10:41

Cotações Crypto
Pela Web