Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

5 dicas para pensar se vale a pena comprar ou alugar um imóvel

14/03/2021 - 16:00
Apesar da recessão, 60% dos brasileiros acreditam que o cenário atual é o melhor momento para adquirir um imóvel (Imagem: Freepik/wayhomestudio)

Com a quarentena causada pela pandemia da Covid-19, as pessoas estão passando mais tempo dentro das próprias casas e começaram a notar sobre a possibilidade de viver em um espaço maior, com cuidado no paisagismo e até afastados de grandes centros urbanos.

A procura por imóveis com varanda cresceu 128% em maio comparado ao mesmo período de 2019, segundo o levantamento da Imovelweb.

Apesar da recessão, a procura por imóveis teve um aumento, segundo uma pesquisa DataZap, 60% dos brasileiros acreditam que o cenário atual é o melhor momento para adquirir um imóvel.

Embora o sonho de ter a casa própria seja real, alguns ainda sentem insegurança e têm dúvidas quanto escolher entre comprar ou alugar um imóvel.

Pensando nisso, as empresas Bild Desenvolvimento Imobiliário e Vitta Residencial, incorporadoras e construtoras que prezam pela qualidade no mercado de construção civil, separaram algumas dicas para facilitar na hora de escolher entre comprar ou alugar.

Taxa da Selic: a taxa básica de juros foi reduzida para 2%, considerado o menor corte da história. Isso acaba influenciando na taxa de financiamento ficando com um valor menor assim como os juros. Isso acaba tornando o momento mais propício para comprar o imóvel, seja à vista ou financiado.

Imóveis com valores atrativos: com a queda da taxa da Selic, a tendência é que o setor tende a crescer, gerando mais oportunidades de pesquisa por preços de imóveis.

Segundo a Abrainc (Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias), de 38 empresas, consideradas as maiores do setor, 97% visam lançar empreendimentos em 2021. Além disso, 87% das companhias acreditam que as vendas terão aumento.

Investimento mais seguro: a aquisição residencial sempre foi considerado um investimento seguro. Se o imóvel está bem localizado e possui boa infraestrutura, é possível ter uma renda positiva, pois ele mantém seu valor investido mesmo com a baixa do mercado.

Valorização constante: entre comprar ou alugar imóvel, na primeira opção existe a valorização, já na segunda há um custo mensal por um espaço que não é um bem pessoal. Ou seja, quanto maior for a procura por imóveis, maior será a valorização.

Se a insegurança está em não saber, por exemplo, se deseja viver por muito tempo em um só lugar, veja a compra do imóvel como um investimento. Pois estará aplicando em um espaço seu e que ainda tem a possibilidade de gerar renda no futuro.

Geração de patrimônio: na compra de um imóvel, haverá geração de patrimônio, então você não estará pagando por algo que não é seu.

O crescimento do setor imobiliário segue com tudo, pois tem se mostrado como uma área de maior valorização a médio e longo prazo. E cada vez que o potencial de valorização é ampliado, maior é a demanda de imóveis.

Então, colocando na ponta do lápis e pensando em um bem futuro, o cenário favorece a compra de imóveis ao invés de preferir o aluguel. Porém, é muito importante pensar sempre no que cabe no orçamento da família antes de tomar qualquer decisão.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 12/03/2021 - 15:27