AgroTimes

Rio Grande do Sul: 72 famílias perdem casas e toda produção agrícola; ‘estimamos prejuízos de R$ 1,5 mi’

29 maio 2024, 12:51 - atualizado em 29 maio 2024, 15:29
rio grande do sul agricultura
As famílias do assentamento tem trabalhado na limpeza e drenagem d’água, para evitar novos alagamentos nas lavouras (Foto: Marcia Riva)

Um assentamento de reforma agrária no município de Eldorado do Sul, a 56 quilômetros da capital Porto Alegre, foi severamente impactado pelas fortes chuvas e enchentes que atingiram o estado do Rio Grande do Sul.

Por lá, os agricultores familiares, que contam com uma produção agroecológica, com o cultivo de culturas como cogumelos, hortaliças, arroz, além de contarem com uma agroindústria de pães.

Marcia Riva é uma das agricultoras familiares do assentamento Integração Gaúcha que conta com 72 famílias. Por lá, às chuvas e enchentes atingiram todo a região, o que resultou na perda de toda a produção agrícola, assim como das casas das famílias assentadas.

“Ainda não conseguimos mensurar as perdas, estamos num processo de limpeza das casas e da agroindústria. Nas lavouras, não conseguimos contabilizar todas as perdas, mas estimamos prejuízos de R$ 1,5 milhão por família, apesar de ser somente uma estimativa”, comenta.

A agricultora Rose Ferreira Santos, que produz hortaliças e arroz orgânico no assentamento ao lado do marido e dos dois filhos, viu uma perda total na sua área de produção, que conta com 16,5 hectares. Segundo ela, 1,5 hectare são destinados para a horta, com 15 hectares para o cultivo do arroz.

“A nossa casa foi praticamente toda destruída. Estamos trabalhando na limpeza e drenagem da lavoura neste momento, senão qualquer chuva pode gerar um novo alagamento. Em fevereiro, adquirimos um caminhão através do programa Mais Alimentos do Pronaf, para levar os nossos produtos para feira, mas ele ficou embaixo d’água. Não pagamos nem a primeira parcela do caminhão”, diz.

Abaixo, você confere o estado das áreas afetadas do assentamento, assim como fotos das lavouras antes das chuvas.

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.