Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

A ação do varejo alimentício que está bem descontada e pode dobrar de preço, segundo Itaú BBA

Diana Cheng
28/06/2022 - 15:04
gpa dividendos
Papéis do Grupo Pão de Açúcar são negociados com “desconto maciço”, diz Itaú BBA (Imagem: REUTERS/Nacho Doce)

O Itaú BBA retomou a cobertura do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) com recomendação de outperform (desempenho esperado acima da média do mercado) e novo preço justo de R$ 32 para a ação ao fim de 2022, o que representa um potencial de valorização de 95% sobre a cotação do último fechamento.

Segundo a instituição, os papéis do grupo são negociados com “desconto maciço” de 50%, com cada unidade de negócio (operações no Brasil, Éxito e Cnova) bem descontada.

Na avaliação do BBA, o principal ponto de preocupação dos investidores é a venda dos hipermercados Extra para o Assaí (ASAI3).

O Pão de Açúcar e o Assaí anunciaram em outubro a celebração de um acordo de até R$ 5,2 bilhões. A transação envolve a conversão das lojas Extra Hiper, que eram operadas pelo grupo em Cash & Carry, sob a bandeira Assaí.

O BBA destaca que a transação, além de incluir o fechamento de algumas unidades e de um centro de distribuição, conta com um processo de desligamento de funcionários, o que geraria provisões trabalhistas que podem chegar a bilhões de reais.

Ainda assim, a empresa oferece uma proposta de valor de risco-retorno positiva, avalia o BBA.

“Fizemos uma análise de sensibilidade sobre o preço atual das ações do Pão de Açúcar e possíveis valores de monetização para Éxito e Cnova para estipular o valor implícito da operação. Concluímos que, mesmo com aproximadamente 50% de desconto no preço de tela dos dois ativos, o valor atribuído para a operação no Brasil está perto de zero. Por isso, acreditamos que uma potencial monetização geraria valor para o Pão de Açúcar”, afirma o time de análise de consumo do BBA.

Novo posicionamento estratégico

A descontinuidade da divisão de hipermercados marca um novo ciclo para o Grupo Pão de Açúcar.

O grupo está com um novo posicionamento estratégico para melhorar sua posição no mercado de varejo alimentício premium, com foco em melhora de proposta de valor da bandeira Pão de Açúcar.

A nova estratégia é baseada em seis pilares, destaca o BBA:

  1. melhorar receitas do Pão de Açúcar;
  2. qualidade de serviço (NPS);
  3. fortalecimento da rede omnichannel;
  4. aceleração de abertura de lojas, com foco em lojas de proximidade;
  5. melhorar lucratividade; e
  6. alavancar o compromisso da companhia em ESG (melhores práticas ambientais, sociais e governamentais).

A nova estrutura também marca a entrada do novo CEO do Grupo Pão de Açúcar, Marcelo Pimentel, que deve desenrolar o posicionamento estratégico da companhia a partir de agora, acrescenta o BBA.

Receba as principais notícias de Comprar ou Vender!

Cadastre-se gratuitamente na newsletter de Comprar ou Vender e receba, todos os dias (de segunda a sexta-feira), uma seleção com as principais notícias e apontamentos sobre as carteiras de bancos e corretoras, além de um produto exclusivo: a Carteira Money Times, o maior consenso do mercado. Clique aqui para se cadastrar!

Disclaimer

Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Última atualização por Diana Cheng - 28/06/2022 - 15:04

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto