Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

A crescente correlação do bitcoin com o ouro e o mercado de ações

29/09/2020 - 9:34
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Este ano, fatores como a pandemia global, a incerteza fiscal e a iminente eleição presidencial americana resultaram na correlação do bitcoin com o ouro e o mercado de ações (Imagem: Freepik/lcd2020)

O mercado forex é conhecido por ser a entidade financeira mais volátil de seu tipo e existem diversos fatores que contribuem para isso. Um dos mais urgentes são os diversos fatores macroeconômicos que impactam o valor das moedas, incluindo políticas monetárias nacionais e internacionais.

Isso foi corroborado durante a pandemia do coronavírus conforme governos e bancos centrais adotaram estímulos e medidas de afrouxamento quantitativo como uma forma de reduzir taxas de juros e gerenciar a inflação.

Crescentes gastos públicos também começaram a impactar metais preciosos e ações e também vimos uma forte correlação entre o desempenho desses ativos e o bitcoin (BTC). Analisaremos esta tendência enquanto perguntamos qual deverá ser a expectativa dos investidores.

A correlação de preço do bitcoin com ouro e ações

Historicamente, bitcoin (que continua sendo a principal criptomoeda global, com uma capitalização de mercado de quase US$ 200 bilhões) não tinha relação próxima com outros ativos.

Porém, existem sinais de que isso pode estar mudando conforme o coronavírus continua a abalar os mercados financeiros, em que a equipe de pesquisa Tickmill havia destacado uma correlação de 70% entre as quedas de preço do bitcoin e do ouro em diversas ocasiões.

Essa tendência coincidiu com a queda de grande parte das moedas e seu valor, tornando-se bem evidente ao longo de 2020.

Em julho, a correlação do bitcoin com ouro e ações atingiu altas recordes em todo o mundo, dando enfoque à crescente maturidade do ativo e sua taxa de adesão em diversos mercados.

A mudança para uma correlação com ações é mais recente, embora o bitcoin tenha se movimentado junto com o ouro nos últimos três meses, segundo dados da Digital Asset Data.

Correlação de 90 dias do ouro e de ações com o bitcoin (Imagem: Digital Asset Data)

“As descobertas tendem a sinalizar que o bitcoin está começando a se comportar mais como uma reserva de valor e, possivelmente, está sendo usado como um ativo de refúgio durante a incerteza global nos mercados tradicionais”, disse Ryan Alfred da Digital Assets Data.

Uma análise a longo prazo do bitcoin e do ouro mostra quão correlacionados ambos os mercados se tornaram.

(Imagem: Twitter)

Análise a longo prazo

A força da correlação entre o bitcoin e ouro continua a atingir novas altas, sugerindo que uma dissociação do preço do bitcoin das ações começou.

Entre março e julho, o bitcoin estava muito correlacionado com o índice S&P 500 e o mercado de ações, saltando junto conforme a pandemia fez os preços despencarem e as intervenções governamentais impulsionaram as ações.

A forte correlação entre o ouro e o bitcoin mostra o crescente status da criptomoeda como um ativo de proteção.

Com uma crescente conscientização de que a atual perspectiva macroeconômica global está sendo mantida por políticas de emissão de dinheiro por bancos centrais, ouro teve um ótimo desempenho como um ativo de proteção contra a inflação e o risco de uma queda induzida pela pandemia.

Em agosto, a empresa de inteligência comercial MicroStrategy anunciou a adesão de bitcoin como seu principal ativo de reserva. Em um comunicado de imprensa, MicroStrategy disse ter adquirido 21.454 BTC por US$ 250 milhões.

Michael J. Saylor, CEO da empresa, disse: “esse investimento reflete nossa crença de que o bitcoin, como a criptomoeda com maior adesão no mundo, é uma reserva de valor dependente e um ativo atrativo de investimento com mais apreciação a longo prazo do que apenas possuir dinheiro”.

A tese de investimento em bitcoin da MicroStrategy

Grayscale Investments, grande gestora de criptoativos, também aumentou sua alocação em bitcoin em 17,1 mil BTC neste fim de setembro.

Conforme outros investidores chegam a conclusões similares, a narrativa de que o bitcoin é o ouro digital para o mundo digital poderá se fortalecer ainda mais.

Porém, isso só se tornará verdade em um horizonte temporal a longo prazo. A curto prazo, todos os mercados enfrentam maus bocados conforme o tumulto da pandemia, assim como a eleição presidencial possivelmente será um obstáculo que deverá ser enfrentado logo em seguida.

Do ouro ao bitcoin:
o que aprendemos com a crise de 2008?

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 29/09/2020 - 9:35