Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

É mais importante o bitcoin ser uma reserva de valor ou um sistema de pagamentos?

11/07/2020 - 13:00
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O debate contínuo: o bitcoin é uma reserva de valor ou um sistema de pagamento? (Imagem: Unsplash/@morningbrew)

O drama entorno do bitcoin sempre é atrelado a opiniões diferentes sobre como a rede deveria escalar para conseguir lidar com a crescente demanda e reduzir atrasos entre transações.

Existem duas teorias principais de como isso acontecerá: uma é aumentar o limite de tamanho em blocos da rede Bitcoin e o outro é usar terceiros, como Lightning Network ou Sidechains para aumentar a eficácia.

Por um lado, aumentar o limite de tamanho dos blocos seria uma opção mais rápida, resultando em um alívio instantâneo dos problemas atuais de altas taxas e pagamentos atrasados.

Porém, a comunidade de desenvolvimento alertou diversas vezes que o alívio poderia ser temporário que o Bitcoin teria que passar por um processo de bifurcação (ou “fork”) arriscado para tal alteração.

Pior ainda, os intervalos maiores entre blocos seriam mais custoso para operar um nó completo na rede Bitcoin, o que poderia fazer com que muitos usuários de nós parassem de executar o software.

Após anos de debate, os dois lados ainda têm ideologias diferentes — uns acreditam que o bitcoin seja um sistema de pagamento e outros o consideram como uma reserva de valor, assim como o ouro.

Aqueles que pedem por aumento no tamanho dos blocos são o lado do “sistema de pagamentos” porque aumentar o tamanho de blocos deu ao bitcoin uma forma de rapidamente se tornar em um tipo de sistema — pelo menos, por enquanto.

A briga contra o aumento no tamanho por blocos assume o lado da “reserva de valor” porque, mesmo se as taxas ficarem muito altas para pagamentos, o bitcoin ainda atuaria bem como uma reserva de valor como o ouro físico, com taxas que são relativamente baixas no mundo dos investimentos populares.

Bitcoin Cash é a maior bifurcação da rede Bitcoin, criado em 2017 (Imagem: Facebook/Bitcoin Cash)

As altcoins (criptomoedas alternativas) bifurcadas do Bitcoin, como bitcoin cash (BCH) e bitcoin satoshi vision (BSV), são algumas das várias tentativas criadas para aumentar o tamanho de blocos e, assim, apresentar uma solução barata para as questões de congestionamento na rede Bitcoin.

Porém, muitos desse lado do debate estão insatisfeitos em usar criptoativos menos populares e menos caros e ainda querem que as alterações desejáveis sejam aplicadas ao Bitcoin.

À primeira vista, parece que não há dúvidas de que o bitcoin foi criado originalmente para isso. O whitepaper original de Satoshi Nakamoto é intitulado “Bitcoin: Um Sistema de Dinheiro Eletrônico Peer-to-Peer”, que faz uma referência óbvia ao sistema de pagamentos sem mencionar uma reserva de valor de qualquer forma.

O documento defende “uma versão puramente peer-to-peer de dinheiro eletrônico” que “permitiria que pagamentos on-line fossem enviados diretamente de uma parte para outra, sem passar por uma instituição financeira”.

Existem muitos argumentos por aí que afirmam que o sistema de pagamentos no Bitcoin é mais importante do que o atributo de reserva de valor.

“O valor do bitcoin vem principalmente de sua utilidade como um sistema de pagamento. Se esse sistema acabar sendo útil, deixará de ser valioso”, tuitou Roger Ver, criador do Bitcoin.com e defensor do aumento de blocos.

Seu argumento, popular desde que o debate sobre escalabilidade começou, é que o mecanismo de pagamentos é a fonte principal de utilidade e que, sem ela, não existe valor a ser armazenado pelo bitcoin.

Se o propósito do bitcoin é se tornar em dinheiro, então é essencial proteger suas qualidades de ouro digital acima de tudo (Imagem: Pexels/Crypto Crow)

Porém, Peter Thiel, cofundador do PayPal, acredita que “as pessoas estão subestimando o bitcoin principalmente porque parece uma forma de reserva de dinheiro, como ouro, e é apenas uma reserva de valor. Você não precisa utilizá-lo para realizar pagamentos”.

Essa declaração foi considerada otimista por muitos que estão do lado da reserva de valor. Porém, em 2017, Square — empresa por trás do grande aplicativo financeiro Square Cash — começou a permitir que usuários testassem a compra e venda de bitcoins por meio do aplicativo.

Jack Dorsey, CEO da Square e do Twitter, contou à Forbes ter percebido que muitos de seus usuários e amigos e família buscavam por uma forma de comprar bitcoin como um investimento.

“Alguém disse que parece um ouro digital. É impressionante quão convencional a marca é”, disse ele. Square se posicionou o bitcoin como uma reserva de valor para milhões de usuários de seu aplicativo.

Enquanto isso, muitos usuários de bitcoin, principalmente aqueles demograficamente libertários, sempre consideraram a escolha entre reserva de valor e sistema de pagamentos como um debate econômico.

A teoria monetária do bitcoin vem diretamente da Escola Austríaca, que foi usada por Satoshi Nakamoto para desenvolver o bitcoin como uma reserva de valor deflacionária e dinheiro sonante — como descrito pelo Teorema de Regressão de Menger.

O teorema, por vezes ignorado, afirma que dinheiro “real”, como o dinheiro, começou a ser usado primeiro como uma reserva de valor. Sem ter valor, nunca poderia ser usado como dinheiro ou como método de pagamento, já que não seria aceito.

“Pessoas avaliavam o ouro por si só antes de se tornar dinheiro e, assim, a teoria satisfatória do valor atual de mercado do ouro deve retroceder ao seu desenvolvimento até o ponto em que o ouro não era um meio de troca”, afirma o Mises Institute.

Considerando que os austríacos estejam certos, se o propósito do bitcoin é se tornar em dinheiro, então é essencial proteger suas qualidades de ouro digital acima de tudo.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 11/07/2020 - 13:24