Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

A escassez do bitcoin e sua proposta de valor

07/05/2020 - 8:46
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Dados históricos do bitcoin nos fornecem algumas percepções sobre as possíveis e futuras projeções de preço. Porém, outros fatores além da escassez também afetam o preço, como um aumento no fornecimento (Imagem: Bitcoin.org)

A mineração de bitcoin exige poder computacional, que tem um custo. Para recuperar essa despesa, o minerador que verifica cada bloco é recompensado por seu trabalho com bitcoins recém-criados. Essa “recompensa por bloco” é como novos bitcoins são lançados no sistema.

A recompensa atual é de 12,5 BTC por bloco. Um novo bloco de transações é acrescentado ao blockchain Bitcoin a aproximadamente cada dez minutos. Uma média de 144 blocos é minerada todos os dias, ou seja, cerca de 1,8 mil bitcoins são produzidos a cada 24 horas.

A rede Bitcoin possui um fornecimento pré-programado de 21 milhões BTC. Para reduzir a taxa de novos bitcoins produzidos, conforme o fornecimento em circulação se aproxima desse limite, o protocolo bitcoin reduz pela metade o número de bitcoins incluídos em cada bloco.

Taxa de inflação do bitcoin (Imagem: Brave New Coin)

Taxa de inflação é a taxa em que o fornecimento muda por um período de tempo, calculada pelo (fornecimento total do dia – 365 dias antes do fornecimento total) / 365 dias antes do fornecimento total. Já os bitcoins totais gerados são o total cumulativo das recompensas por bloco gerado por mineradores.

Diferença na taxa de inflação do Bitcoin (Imagem: Brave New Coin)

Informações detalhadas:

– Desde o segundo halving do bitcoin em 2016, a taxa de inflação vem caindo a uma média de 1,5% a cada ano. Em 2021, podemos esperar que a taxa de inflação diminua de 3,8% para 1,8% devido ao terceiro halving. Terá um papel fundamental no futuro preço do bitcoin.

– A escassez do Bitcoin vai continuar aumentando e levará cerca de 20 anos para o último milhão de bitcoins ser produzido.

– A escassez do bitcoin pode ser medida usando o modelo de estoque sobre fluxo (“stock-to-flow”), que influencia diretamente o preço da criptomoeda.

O modelo estoque sobre fluxo considera o tamanho dos estoques ou reservas (estoque) e a produção anual (fluxo). Atualmente, o estoque sobre fluxo do ouro está em 62. Começar sem estoque levaria 62 anos de produção para atingir o atual nível de estoque do ouro.

Preço e modelo de estoque sobre fluxo do Bitcoin (Imagem: Brave New Coin)

O gráfico acima fornece detalhes sobre a relação entre a escassez do bitcoin e o preço à vista do mercado bitcoin/dólar (BTC/USD).

Combinando a regressão comum dos mínimos quadrados com um modelo log-log nos últimos dez anos de dados, com um log de valor de preço como a variável dependente, o nível de significância (valor de p) e os coeficientes que explicam a relação são estatisticamente importantes. A força da relação é explicada usando R-quadrado.

Detalhes:

– a significância estatística explica a fortíssima relação de elasticidade entre a escassez do bitcoin ao longo do tempo e o valor do preço, com uma variação de 93,8% no log do preço em torno de sua média;

– R-quadrado não é 100% preciso, já que não existem outros fatores significativos, além da escassez, que impactam o preço;

– a demanda aumentou, não apenas devido ao aumento na escassez, mas também em uma gama de mudanças fundamentais, incluindo o aumento estimado no volume de transações no blockchain;

– tanto o preço e o estoque sobre fluxo sofrem transformação logarítmica, considerando a interpretação proporcional. Matematicamente, para cada aumento de 1% no número de anos para produzir o estoque atual e existente, o preço aumenta em 3,2445%.

Dados históricos do bitcoin nos fornecem algumas percepções sobre as possíveis e futuras projeções de preço.

Porém, outros fatores além da escassez também afetam o preço, como um aumento no fornecimento, demanda de compra, mineradores, poder computacional, volumes transacionais e endereços ativos.

Cada otimista (“bull”) do mercado produz diferentes ganhos e cada mercado pessimista (“bear”) varia em sua tendência de baixa.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 07/05/2020 - 8:47