Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Abu Dhabi pode investir até US$ 1,5 bi em IPO da Aramco, afirmam fontes

26/11/2019 - 14:57
Anúncio de IPO da petroleira Saudi Aramco em Dhahran, Arábia Saudita
Representantes da Aramco estão se reunindo com autoridades de alguns dos principais fundos e empresas de Abu Dhabi esta semana para avaliar possíveis promessas de investimento (Imagem: REUTERS/Hamad I Mohammed)

Abu Dhabi planeja investir até US$ 1,5 bilhão na oferta pública inicial da Saudi Aramco. A gigante do petróleo tenta atrair parceiros da região para levar adiante um IPO que até agora não conseguiu interessar investidores estrangeiros, disseram pessoas com conhecimento do assunto.

O emirado tenta realizar o investimento por meio de uma ou mais entidades vinculadas ao estado, segundo as pessoas, que não quiseram ser identificadas porque as informações são confidenciais.

Representantes da Aramco estão se reunindo com autoridades de alguns dos principais fundos e empresas de Abu Dhabi esta semana para avaliar possíveis promessas de investimento, disseram as pessoas.

Trazer um grande investidor de fora do reino seria um alívio para a Arábia Saudita depois que os planos de promover o IPO globalmente foram abandonados. A Aramco apostava em atrair investidores soberanos, como um grande investimento da China, mas ainda não anunciou quaisquer compromissos firmes.

O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, que fez da oferta de ações uma peça central de seu plano de modernizar a economia saudita, fará uma visita oficial a Abu Dhabi na quarta-feira, segundo a emissora de TV saudita Al-Arabiya.

Investidores locais

O governo de Abu Dhabi não tomou uma decisão final sobre quais entidades estatais participarão da oferta, e o tamanho exato do investimento pode mudar, disseram as pessoas. A Aramco não quis comentar.

O escritório de mídia do governo de Abu Dhabi não respondeu imediatamente pedidos de comentário.

O governo saudita planeja levantar mais de US$ 25 bilhões, com a venda de uma participação de 1,5% na empresa e um valuation entre US$ 1,6 trilhão e US$ 1,7 trilhão. Desse montante, 1% é destinado a investidores institucionais e o restante a investidores de varejo sauditas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 26/11/2019 - 14:57