BusinessTimes

Ágora turbina carteira de dividendos com duas novas ações baratas para setembro

30 ago 2022, 19:43 - atualizado em 30 ago 2022, 19:43
Itaúsa
Ação da Itaúsa é negociada com desconto, diz Ágora Investimentos (Imagem: Itaúsa)

A carteira recomendada de dividendos da Ágora Investimentos recebeu duas novas ações em atualização para setembro.

A corretora excluiu Banco do Brasil (BBAS3) e Cemig (CMIG4) do portfólio, incluindo no lugar dois papéis que, na sua avaliação, estão com valuation atrativo: Energisa (ENGI11) e Itaúsa (ITUB4).

Empresa Ticker Peso Yield 2022E
Energisa ENGI11 20% 8,80%
Itaúsa ITSA4 20% 3,80%
TIM TIMS3 20% 2,80%
Vale VALE3 20% 16,30%
Vibra Energia VBBR3 20% 11,60%

“Embora tenhamos ainda visão positiva de longo prazo, optamos por realizar lucros nas ações do Banco do Brasil e da Cemig”, afirma.

Segundo a Ágora, além do bom valuation, a Energisa conta com características de resiliência, o que, em momentos de maior volatilidade, é bem-vindo.

“Vale destacar que os contratos da companhia lhe permitem repassar o aumento da inflação ao consumidor final, o que garante uma proteção ao fluxo de caixa de longo prazo, além da gestão eficiente, que historicamente mantém sólido controle de custos”, completa a corretora. A expectativa de retorno via dividendos é da ordem de 8%.

No caso da Itaúsa, o Bradesco BBI recentemente atualizou as estimativas para a holding após incorporar os resultados do segundo trimestre e maior preço-alvo para Itaú (ITUB4).

“Nosso valuation de soma das partes reflete preços-alvo de R$ 34/ação para Itaú, R$ 16/ação para Dexco (DXCO3), R$ 30/ação para Alpargatas (ALPA4) e US$ 28/ação para XP (XP)”, comenta.

De acordo com a Ágora, que tem recomendação de compra e preço-alvo de R$ 13 para a ação, a Itaúsa negocia com um “atraente desconto de 26,4% em relação à soma das partes, que é cerca de 5,2 pontos percentuais, superior à média histórica, de 21,2%”.

A carteira de dividendos da Ágora é composta por cinco ativos e tem foco na maior previsibilidade do fluxo de caixa gerado pelas empresas na composição. O portfólio é indicado para o investidor com perfil conservador, mas com tolerância a riscos do investimento em renda variável.

A carteira teve performance positiva de 7,5% em agosto (rentabilidade calculada até dia 29), ante valorização de 8,88% do Ibovespa no mesmo período.

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!

Disclaimer

Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Editora-assistente
Formada em Jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atua como editora-assistente do Money Times há pouco mais de três anos cobrindo ações, finanças e investimentos. Antes do Money Times, era colaboradora na revista de Arquitetura, Urbanismo, Construção e Design de interiores Casa & Mercado.
Linkedin
Formada em Jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atua como editora-assistente do Money Times há pouco mais de três anos cobrindo ações, finanças e investimentos. Antes do Money Times, era colaboradora na revista de Arquitetura, Urbanismo, Construção e Design de interiores Casa & Mercado.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.