Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Alupar lucra R$ 72,1 milhões no 2° trimestre, mas ganho é 35% menor

13/08/2020 - 8:20
ALUPAR
A receita líquida, em contrapartida, apresentou crescimento de 25,6% na comparação anual (Imagem: Divulgação/Alupar)

Alupar (ALUP11) obteve durante sua no 2° trimestre de 2020 um lucro líquido de R$ 72,1 milhões, apesar de uma queda de 35% em relação a um ano antes, quando a empresa somou R$ 110,9 milhões. A companhia divulgou seu balanço trimestral na noite desta quinta-feira (12).

A receita líquida, em contrapartida, apresentou crescimento de 25,6% na comparação anual, já que a holding, que atua nos segmentos de transmissão e geração de energia elétrica, totalizou R$ 1,027 bilhão e R$ 817 milhões, respectivamente.

A companhia é reconhecida no mercado pela maximização do retorno aos acionistas por meio de moderada alavancagem financeira e perfil de dívida compatível com a natureza de baixo risco de negócios da Alupar, alta previsibilidade de receitas e forte geração de caixa operacional dos segmentos de transmissão e geração de energia elétrica.

“Como consequência, os ratings de crédito corporativo da Alupar refletem essa sólida estrutura de capital e a previsibilidade da forte geração de caixa: AAA (bra) na escala nacional e BB na escala internacional, pela Fitch Ratings“, afirma a empresa no balanço.

Quanto ao indicador que acompanha a geração de caixa de uma empresa, (ebitida, na sigla em inglês), a Alupar reportou um leve recuo de 3,5% entre abril a junho de 2020 em relação a um ano antes. A empresa apresentou os seguintes montantes, respectivamente: R$ 422,1 milhões e R$ 437,4 milhões.

Oportunidade ainda em 2020

O BB Investimentos entende que a Alupar apresenta uma oportunidade atrativa, associada a um baixo risco (Imagem: Alupar)

A Alupar despertou o interesse da equipe do BB Investimentos, pesando ao seu favor as aquisições firmadas no decorrer de 2019, além dos avanços em novos projetos da companhia que foram apontados no resultado financeiro do 1° trimestre de 2020.

O analista Rafael Dias destaca que o segmento de transmissão de energia elétrica é o menos exposto aos riscos provenientes dos impactos econômicos da atual pandemia de coronavírus, por não depender de volume consumido de eletricidade e nem de preços de energia. Em 2019, 63,5% da receita e 80% do Ebitida da companhia veio deste segmento.

“Aproximadamente 80% da energia da Alupar está contratada no ambiente regulado em contratos de longo prazo, enquanto dos demais 20% estão contratados no mercado livre, onde há algum risco de aumento de inadimplência e redução de demanda caso a crise se prolongue no médio prazo”, observa Dias.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 13/08/2020 - 8:22