ImóvelTimes

Apesar de calotes, interesse em fundos imobiliários de CRIs cresce e número de cotistas dispara

02 nov 2023, 18:21 - atualizado em 02 nov 2023, 18:31
fundos imobiliários fiis crédito CRIs
Veja lista de 10 fundos imobiliários de CRIs que viram o número de cotistas disparar nos últimos meses (Imagem: Freepik)

Alguns fundos imobiliários expostos ao segmento de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) tiveram momentos difíceis em 2023 em meio aos atrasos e até mesmo falta de pagamento.

Os mais afetados foram os FIIs atrelados aos recebíveis da Gramado Parks (GPK) que, em crise financeira, atrasou o pagamento. Até que a empresa do ramo de turismo e entretenimento entrou com pedido de recuperação judicial no primeiro semestre.

Tal atraso pegou em cheio quatro fundos: Hectare CE (HCTR11), Versalhes Recebíveis (VSLH11), Devant Recebíveis (DEVA11) e Tordesilhas EI (TORD11).

Para entender o estrago, é só observar a queda de cada um deles no acumulado do ano, junto a outros FIIs de recebíveis.

desempenho fundos imobiliários fiis
Desempenho de FIIs listados no Ifix no acumulado de 2023 até 1º de novembro (Levantamento: Investing.com)

Fundos imobiliários de CRIs veem número de cotistas saltar

Contudo, investidores seguem interessados em FIIs expostos à CRIs e, com isso, a base de alguns cresceu exponencialmente nos últimos 12 meses.

Segundo levantamento da Economatica, no qual o Money Times teve acesso, o Cyrela Crédito (CYCR11) foi fundo de papel que mais ganhou cotistas nos últimos meses. O FII saiu de 2 mil cotistas em setembro de 2022 para mais de 13 mil. Uma disparada de 515%

Na sequência, veio o BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCI11), com salto de 434% em sua base de cotistas. Mesmo com o fundo exibindo um dos piores desempenhos no acumulado do ano.

Importante lembrar que os FIIs citados acima não têm relação com o imbróglio envolvendo a Gramado Parks.

Veja 10 fundos imobiliários de CRIs que mais ganharam cotistas nos últimos 12 meses

FII Ticker Valorização
Cyrela Crédito CYCR11 515%
BTG Crédito Imobiliário BTCI11 434%
Mauá Capital Hedge MCHF11 340%
Valora RE III VGIR11 287%
JS Ativos Financeiros JSAF11 263%
Riza Akin RZAK11 247%
Vinci Credit Securities VCRI11 201%
Kinea Fundo de Fundos KFOF11 119%
Átrio Reit Recebíveis ARRI11 113%
Santander Papéis Imobiliários SADI11 107%

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin