Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Após auditoria, Wirecard precisa descobrir de onde vieram US$ 2 bilhões em dinheiro

18/06/2020 - 8:39
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A empresa afirma que os misteriosos US$ 2 bilhões encontrados durante a auditoria da Ernst & Young são “saldos falsos” de um terceiro que quer comprometer a integridade da Wirecard (Imagem: Wirecard Card Solutions)

Wirecard AG, processadora alemã de pagamentos e emissora dos cartões de débito da Crypto.com e TenX, está com sérios problemas.

Ernst & Young (EY), auditora da empresa, não conseguiu encontrar evidências de € 1,9 bilhão (mais de US$ 2 bilhões) em saldos em dinheiro para as contas de truste da Wirecard. A empresa afirmou que saldos “falsos” foram fornecidos por um terceiro “para enganar a auditora”.

“Há indícios de que confirmações de saldos falsos foram fornecidos pela administradora assim como os bancos detentores de contas da administradora à auditora para enganá-la e criar a falsa ideia da existência de tais saldos ou da posse de contas que se beneficiam das empresas do grupo Wirecard”, disse a empresa, acrescentando:

“O comitê de gestão da Wirecard está trabalhando bastante com a auditoria para fornecer um esclarecimento sobre a situação.”

Como resultado dessa situação, Wirecard adiou a publicação de seus relatórios financeiros anuais e consolidados de 2019 pela terceira vez.

A empresa disse: “se relatórios financeiros anuais, certificados e consolidados não estiverem disponíveis até o dia 19 de junho de 2020, empréstimos feitos à Wirecard AG, totalizando aproximadamente € 2 bilhões, poderão ser encerrados”.

Ações da empresa caíram mais de 50% em poucos minutos após o anúncio. Atualmente, estão sendo negociadas a € 54 (US$ 60).

Ligação com cripto?

Wirecard Card Solutions, subsidiária da Wirecard, emite o cartão Visa MCO da Crypto.com e o cartão de débito Visa da TenX.

Kris Marszalek, CEO da Crypto.com, afirmou que cartões de crédito emitidos pela Wirecard para a empresa são “completamente reembolsáveis”, ou seja, os fundos com fiduciárias dos clientes são assegurados por uma instituição de dinheiro eletrônico (EMI, na sigla em inglês) regulamentada pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido em contas segregadas de clientes.

“Os fundos são retidos em outro banco (não Wirecard), como exigido pela FCA. Para esclarecer melhor, Wirecard não possui custódia para qualquer cripto em posse da Crypto.com”, acrescentou ele.

 

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 18/06/2020 - 8:39