Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Arezzo, Hering, Renner e C&A: vai acontecer uma consolidação no mercado da moda no Brasil?

22/04/2021 - 10:40

A última semana foi bastante agitada para a indústria da moda. Impulsionadas por expectativas do mercado sobre potenciais fusões e aquisições, as ações de Arezzo (ARZZ3), Hering (HGTX3), Lojas Renner (LREN3) e C&A (CEAB3) entraram no radar dos investidores e dispararam.

A Hering informou na quarta-feira, 14, que recebeu uma proposta não solicitada de fusão da Arezzo, cuja oferta foi de 20% de prêmio do valor médio dos últimos dias pela empresa. A sugestão para uma combinação de negócios foi inicialmente recusada, mas o mercado acredita que, com uma proposta maior, a Arezzo pode incorporar a Hering.

Na sexta, 16, a Lojas Renner disse que estava avaliando a realização de uma oferta primaria de ações, que foi oficialmente anunciada no início desta semana. A operação prevê a distribuição inicial de 102 milhões de ações e um lote adicional de 35,7 milhões de papéis para possível excesso de demanda.

Em fato relevante, a companhia afirmou que os recursos com a operação serão destinados ao desenvolvimento e fortalecimento do seu ecossistema de moda por meio de iniciativas orgânicas e/ou inorgânicas. Essa informação deixou o mercado ainda mais agitado, e especulações sobre a empresa mais provável de ser adquirida começaram a surgir, com C&A virando o principal alvo.

Tanta notícia relacionada a fusões e aquisições levanta uma dúvida: vai acontecer uma consolidação no mercado da moda aqui no Brasil? Para Max Bohm, sócio e analista da Empiricus, há chances de isso acontecer.

“O varejo está aquecido. Esse mercado da moda pode passar por uma consolidação relevante nos próximos meses”, disse.

Mas a união de Arezzo com Hering faz sentido? E de Lojas Renner com C&A? Na opinião de Bohm, ambas as combinações são vantajosas.

Arezzo e Hering

Hering
A Hering é uma marca centenária com um bom modelo de franquias que, de acordo com o analista Max Bohm, da Empiricus, tem muito a beneficiar a Arezzo (Imagem: Facebook/Hering)

No caso das duas primeiras empresas, a Arezzo conta com algumas vantagens competitivas: a gestão é experiente e a empresa está entrando em novos nichos de mercado, como o de tênis com Vans e Reserva.

A Arezzo também tem uma operação online muito forte. Segundo Bohm, a companhia conseguiu compensar muito do fechamento de suas lojas físicas com as vendas no e-commerce durante a pandemia.

Já a Hering é uma marca centenária com um bom modelo de franquias que, de acordo com o analista, tem muito a beneficiar a Arezzo. Outro fator importante é que a a empresa possui operação de caixa líquido – ou seja, não vai levar dívida para a Arezzo.

Lojas Renner e C&A

C&A
A C&A é uma marca antiga e reconhecida no setor de moda (Imagem: LinkedIn/C&A Brasil)

A Lojas Renner também possui algumas vantagens competitivas. Assim como a Arezzo, a empresa conta com uma gestão de qualidade e tem muita escala.

No caso da C&A, a companhia já é uma marca antiga e reconhecida no setor. Nos últimos anos, ela tem realizado esforços de marketing muito fortes. Outra característica interessante é que, como a Hering, a empresa possui caixa líquido.

Bohm destacou que existe muita coisa para acontecer pela frente, e o mercado certamente ficará de olho na divulgação das próximas notícias envolvendo esses quatro grandes nomes do varejo de vestuário.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 22/04/2021 - 10:40

Pela Web