Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Bastidores de Brasília: A tentativa de Guedes de minimizar estragos

26/11/2021 - 14:33
Também lembrou que esse tipo de pressão tem repercussão negativa no mercado e faz o dólar e a inflação subirem ainda mais. (Imagem: Washington Costa/ASCOM/ME)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já disse a Jair Bolsonaro que não há espaço fiscal para um reajuste generalizado do funcionalismo público em 2022. Argumentou que cada ponto percentual de alta nos salários tem impacto de R$ 3 bilhões nas contas públicas.

Também lembrou que esse tipo de pressão tem repercussão negativa no mercado e faz o dólar e a inflação subirem ainda mais. Mas a equipe sabe que o presidente não vai recuar e que será preciso encontrar uma solução para acomodar ao menos para as suas bases mais próximas, como policiais.

Erro

Integrantes da equipe econômica avaliam que Bolsonaro e seu entorno estão cometendo um erro ao priorizarem a manutenção da turbulência em busca da reeleição e fazerem corpo mole na articulação política.

A falta de uma interlocução que deveria estar sendo feita pelos ministros Ciro Nogueira, da Casa Civil, e Flavia Arruda, da Secretaria de Governo, contribuiu para estender a tramitação da PEC dos Precatórios, o que gerou estresse extra no mercado, e enterrar reformas importantes como a administrativa e do Imposto de Renda.

Quem te viu, quem te vê

Interlocutores do PL já apontam a ironia da filiação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ao partido.

Quando assumiu a pasta, Tarcísio demitiu nomes do PL em diversas áreas que eram reduto da sigla, incluindo a Valec, empresa estatal de construção e operação de ferrovias, e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Agora, para seguir com sua trajetória política — é o nome que Bolsonaro quer para a disputa do governo de São Paulo — o ministro vai ter que abrir os braços ao PL.

Mesmo assim é pouco provável que o presidente do partido, Valdemar Costa Neto, dê apoio aberto à candidatura de alguém que tratou a sigla com tanto desdém.

Xadrez

A ida para o PL está fazendo Bolsonaro e aliados se debruçarem sobre o xadrez eleitoral de 2022. Tarcísio, por exemplo, preferia concorrer ao Senado por Goiás, mas deve ir para a disputa em São Paulo a pedido do presidente.

No desenho atual, e apesar dos pedidos para que concorra a vice governador de SP, o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles prefere ir a deputado federal.

O Planalto quer ainda que o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, concorra ao Senado. Primeiro para montar a chapa e depois para que o presidente finalmente consiga se livrar de Ramos, que já não agrada ao Planalto há tempos.

Última atualização por Renan Dantas - 26/11/2021 - 14:33

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto