Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BB Investimentos seleciona dez ações para encarar outubro

30/09/2020 - 21:05
Bear Bull Market Mercados
A carteira encerrou o mês com uma queda de 7,37%, enquanto o Ibovespa recuou 4,80% (Imagem: Reuters/Kai Pfaffenbach)

O BB Investimentos realizou quatro trocas em sua carteira recomendada mensal de outubro, mostra relatório enviado a clientes.

Para o próximo mês, saíram B2W (BTOW3), Centauro (CNTO3), Minerva  (BEEF3) e MRV (MRVE3) para dar lugar a Cyrela (CYRE3), Randon (RAPT4), Santander (SANB11) e Yduqs (YDUQ3).

A carteira encerrou o mês com uma queda de 7,37%, enquanto o Ibovespa (IBOV) recuou 4,80%.

“Em outubro, a tendência é que a volatilidade continuará a permear não apenas o Ibovespa, mas as bolsas pelo mundo. Isto acentua a dificuldade de identificar uma tendência mais clara para o índice, mas, mesmo assim, se sobressai um viés de baixa no curto prazo”, afirma a corretora.

Segundo o BB, a injeção de liquidez nos Estados Unidos seguirá decisiva para os mercados, fator que alimentou os recentes recordes.

Porém, o embate entre republicanos e democratas no Congresso dos EUA em relação ao tamanho do novo pacote de estímulos econômicos pode atrapalhar os desempenhos dos índices.

Santander SANB11
O BB enxerga uma parcial compensação com a retomada de receitas de serviços e crescimento de carteira do Santander (Imagem: Santander/Linkedin)

Trocas

A corretora espera que os números do Santander no terceiro trimestre deem continuidade à capacidade de resposta do banco à crise.

“É provável que vejamos ainda uma significativa despesa com PDD (Provisão de Devedores Duvidosos), já que boa parte da carteira do braço brasileiro do banco espanhol corresponde ao varejo, segmento mais duramente impactado pela crise”, afirma.

Porém, o BB enxerga uma parcial compensação com a retomada de receitas de serviços e o crescimento das carteiras, em especial veículos, na esteira da gradual reabertura econômica.

No caso da Randon, a corretora vê a empresa se beneficiando da exposição a veículos pesados, menos impactados pela pandemia.

“A nossa perspectiva permanece positiva para a Randon, mesmo diante dos resultados do segundo trimestre impactados pela Covid-19”, argumenta.

Para a equipe do BB, apesar de resultados fracos no segundo trimestre, principalmente em razão dos impactos do coronavírus, a Yduqs possui uma estratégia mais defensiva e pode apresentar melhores resultados no médio prazo.

“Vale mencionar que oportunidades de fusões e aquisições devem continuar no radar dos grandes grupos educacionais”, ressalta.

Por fim, a corretora sustenta que a Cyrela está bem posicionada para desfrutar do aquecimento da economia e da retomada das vendas no seu setor de atuação.

Veja o portfólio completo:

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 30/09/2020 - 21:16