Binance se pronuncia sobre caso do “faraó do Bitcoin (BTC)”

Leonardo Rubinstein Cavalcanti
28/06/2022 - 13:54
faraó bitcoin Binance
Em relação à suposta ligação da corretora cripto com o caso do “faraó do bitcoin”, a corretora se pronuncia sobre assunto. (Imagem: Unsplash)

Nesta terça-feira (28), a Folha de São Paulo publicou uma matéria na qual aponta que, mesmo preso e sob investigação, Glaidson Acácio dos Santos, ex-garçom conhecido como “faraó do Bitcoin (BTC)”, seria pré-candidato a deputado pelo partido Democracia Cristã.

Na matéria, ainda é afirmado que ele teria usado uma advogada como laranja para converter criptomoedas em R$ 228 milhões mesmo após ser preso, crime que teria sido facilitado por parte de empresa com membros que fazem parte da Capitual, mesma empresa que fornecia ferramenta de pagamentos para a corretora cripto Binance.

A investigação, conhecida como “Operação Kryptos”, indica que a atividade da organização criminosa ligada à Glaidson ainda estaria ativa, e atuando com o nome de Eliana Medeiros de Lima, advogada presa em fevereiro deste ano.

Apesar de detida este ano, o nome da advogada já constava nos radares da Polícia Federal e do Ministério Público desde a deflagração do ex-garçom.

Binance entra na história

Segundo o inquérito da Polícia Federal, Medeiros seria uma peça central junto à Malta Intermediação de Negócios e Consultoria Ltda.

A empresa é apontada como responsável por intermediar a venda das criptomoedas que estavam em posse da organização criminosa de Glaidson.

Entre os sócios da empresa, está Guilherme Silva Nunes, sócio e diretor da Capitual, empresa que fornecia ferramenta para as operações de saques e depósitos em Reais da corretora Binance. Na última semana, a Binance rompeu parceria com a Capitual.

Em comunicado, a Binance diz que a Capitual não é mais sua provedora de pagamentos, devido a ações da empresa que conflitam com os seus valores.

“Em 24 de junho, a Binance anunciou que fechou contrato com um parceiro local mais comprometido com esses valores e com os usuários brasileiros. Com a mudança, a Binance vai oferecer uma solução melhor para os clientes enquanto conduz o processo de aquisição da corretora local Sim;paul, empresa autorizada pelo Banco Central e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)”, dizia o comunicado. 

 A Binance ainda ressalta que sua equipe de investigação de renome mundial trabalha em constante coordenação com as autoridades locais.

“Isso inclui o trabalho com a Polícia Federal para levar Glaidson Acácio dos Santos à justiça em 2021, congelando suas contas e identificando fluxos de receita potencialmente ilícitos em várias plataformas no mundo todo.”

Siga o Crypto Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas, analistas e leitores do Crypto Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no mundo cripto. Siga agora a página do Crypto Times no Facebook!

Disclaimer

O Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Última atualização por Leonardo Rubinstein Cavalcanti - 28/06/2022 - 19:40

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto