Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Bitcoin acima de US$ 8.000 pela primeira vez desde maio

24/07/2018 - 10:46

Por Investing.com – O bitcoin subiu para a máxima de dois meses nesta terça-feira, já que investidores aguardam notícias de aprovação regulatória de um fundo digital negociado em bolsa de valores (ETF).

O bitcoin era negociado a US$ 8.248,40, em alta de 6,75%, na corretora Bitfinex às 09h21, não muito distante de US$ 8.293,10, máxima da sessão.

O preço da moeda digital foi impulsionado por relatos de aprovação iminente da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) de um ETF de bitcoin.

Caso aprovado, o ETF permitiria aos investidores de varejo comprar e vender bitcoins sem passar por uma corretora. A SEC deve tomar uma decisão entre 10 de agosto e 16 de agosto.

O regulador já recusou várias propostas de ETFs de ativos alternativos e é incerto se a proposta da plataforma VanEck de Nova York e da plataforma blockchain SolidX será aprovada.

Enquanto isso, rumores na semana passada de que o gigante financeiro BlackRock estaria investigando o investimento em criptomoedas também ajudavam a elevar o preço do bitcoin. Ainda assim, o Bitcoin tem lutado para ganhar terreno nos últimos meses, caindo quase 70% desde o pico de quase US$ 20.000 em dezembro.

Criptomoedas estavam em ligeira alta de forma geral. A capitalização total de mercado das criptomoedas subiu para US$ 300 bilhões no momento de redação desta matéria, o que se compara a US$ 288 bilhões na sexta-feira.

ethereum, segunda maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado, avançava 2,10% para US$ 473,17 na corretora Bitfinex. O ripple, terceira maior criptomoeda, subia 0,93% e era negociado a US$ 0,45683 enquanto o litecoin era negociado a US$ 87,623, alta de 3,82%.

Última atualização por Victor Fermino - 24/07/2018 - 10:47

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto