CryptoTimes

Bitcoin (BTC): Governo da Alemanha continua transferências, com temor de volatilidade no BTC por mais tempo

10 jul 2024, 10:43 - atualizado em 10 jul 2024, 10:43
bitcoin btc transferencias governo alemanha
Movimentações a exchanges e agentes do mercado ocorre após o confisco de Bitcoins pelo governo alemão (Imagem: Rūdolfs Klintsons/Pexels/Canva)

A Delegacia de Polícia Criminal Federal Alemã (Bundeskriminalamt – BKA) transferiu 10.853 bitcoins para diversas exchanges e agentes do mercado, em movimentações que chegam ao valor de US$ 637 milhões, nesta quarta-feira (10). O BKA, antes da venda, possuia quase 32.488 BTC, aproximadamente US$ 2 bilhões.

Apesar de uma possível pressão no aumento da oferta do criptoativo, o Bitcoin não apresentava a queda expressiva que demonstrou nos últimos dias, operando em alta de 0,72%, a US$ 57.747, às 10h40.

Segundo o portal The Block, ao analisar dados da plataforma de análises Arkham, algumas das transferências foram:

  • 500 bitcoins para a corretora Coinbase.
  • 700 BTC para a exchange rival Kraken;
  • Cumberland DRW, comerciante de ativos digitais, recebeu mais de 536 bitcoins;
  • 2.250 BTC a partir de um depósito institucional.

O governo alemão não começou suas movimentações apenas nesta quarta, tendo sido relatados movimentos anteriores em junho, com uma venda de 900 bitcoins, e na semana passada, com a venda de 3.000 BTC.

As vendas ocorrem após o governo ter confiscado bitcoins de um site extinto de filmes piratas, o Movie2k.to, que estava ativo até 2013.

Pressão no Bitcoin sugere volatilidade por mais tempo

Para Manuel Villegas, analista do Julius Baer, o momento do anúncio de vendas não poderia ser pior, já que o mercado ainda aguarda com ansiedade os efeitos da devolução de BTC aos clientes da antiga corretora Mt. Gox.

Na última sexta-feira (05), o BTC começava a manhã em queda de 3,22%, influenciado pelas movimentações da Mt. Gox.

Villegas afirma que os mineradores poderão ser forçados a vendar mais bitcoins, caso os preços caiam permanentemente abaixo do custo de produção, atualmente em cerca de US$ 54.000.

“Em suma, isso sugere que a volatilidade deverá persistir num futuro próximo. Uma rápida reversão e uma retomada da corrida pelo criptoativo parecem bastante improváveis ​​no momento”, afirma.

Estagiária
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.