Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Bitcoin em foco

29/09/2019 - 17:00
O Bitcoin segue sob fortes variações e oscilando em torno das suas linhas de resistências (Imagem: Pixabay)

Na semana passada, houve um forte declínio no preço do Bitcoin (BTC) abaixo da área de suporte dos US$ 10.000 em relação ao dólar. O par BTC/USD quebrou muitos suportes perto da faixa dos US$ 9.500 e US$ 9.000 para entrar em uma zona de baixa. Além disso, houve um fechamento abaixo dos US$ 9.000 e os ânimos dos investidores mais propensos às crises promoveu uma venda massiva. Finalmente, o preço quebrou o suporte de US$ 8.000 e foi negociado para uma nova baixa mensal perto de US$ 7.742. Numa forte e inesperada liquidação de estoques da moeda.

Nos últimos dois dias, iniciou-se uma correção de valor acima dos US$ 8.000. Além disso, houve uma quebra acima do nível de retração de 50% Fib a partir da alta de US$ 8.677 para a baixa de US$ 7.742. No entanto, o movimento ascendente foi limitado pelo nível de US$ 8.450. Parece que o nível de retração de 61,8% da recente queda da alta de US$ 8.677 para a baixa de US$ 7.742 bloqueou a recuperação.

Além disso, há um canal em declínio se formando com resistência próxima a US$ 8.350 no gráfico de 4 horas do par BTC/USD. Se houver uma quebra de cabeça acima de US$ 8.350 e US$ 8.450, o preço poderá se recuperar ainda mais. A principal resistência no lado positivo está perto do nível de US$ 8.750. É necessário um fechamento bem-sucedido acima de US$ 8.750 e um acompanhamento acima de US$ 9.000 para uma forte recuperação no Bitcoin no curto prazo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Leandro França de Mello - 29/09/2019 - 15:55

Cotações Crypto
Pela Web