Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bitcoin finalmente atinge a marca de US$ 10 mil

11/02/2020 - 11:05
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O preço do bitcoin atingiu a marca de US$ 10 mil. Essa marca já foi atingida antes, mas o preço caiu. Dessa vez, está estável e indica otimismo do mercado (Imagem: Freepik)

Durante o último fim de semana, o preço do bitcoin disparou para o nível de preço importantíssimo de US$ 10 mil, confirmando o sentimento de otimismo nos mercados cripto.

Conforme o iminente halving do bitcoin em menos de três meses e a especulação crescente, o halving pode ser uma catálise para um otimismo ainda maior dos mercados cripto neste primeiro trimestre.

Bitcoin atinge US$ 10 mil

Nas primeiras horas de sábado, o preço do bitcoin atingiu além da marca de US$ 10 mil para chegar à maior alta do ano, até agora, de US$ 10,189 por moeda. A última vez em que o bitcoin valia US$ 10 mil foi há quase cinco meses. Isso confirma o sentimento positivo visto nos mercados de criptoativos neste início de ano.

Mati Greenspan, analista do mercado cripto, que estava prevendo que o preço do bitcoin atingiria US$ 10 mil na semana passada, declarou que US$ 10 mil se tornou a nova linha de suporte após o aumento de preço.

Quando perguntado sobre sua próxima previsão de preço, ele disse: “não vamos contar vantagem antes da hora. Eu estaria satisfeito em continuar nos US$ 10 mil por um tempo”.

Infelizmente, para investidores em bitcoin, a linha de suporte de US$ 10 mil não foi mantida. O preço do bitcoin caiu da noite pro dia no início desta semana, para cerca de US$ 9,8 mil. A queda repentina pode ter acontecido por conta do preenchimento da lacuna dos futuros de Bitcoin.

Altcoins são as criptomoedas alternativas ao bitcoin: agora é a hora de retomarem fôlego (Imagem: Pixabay/vjkombajn)

Prepare-se: a estação das altcoins chegou

Enquanto bitcoin aumentou em 34%, principais altcoins, como ether, ripple e bitcoin cash subiram 67%, 39% e 110%, respectivamente. Isso sugere que uma janela para as altcoins possa ter se aberto, em que elas conseguirão se dar bem contra o bitcoin por um curto período de tempo.

Cripto voltou em 2020? Os primeiros sinais são bons. O ecossistema de investimento em cripto amadureceu desde 2017 e a comunidade de investidores se tornou mais sofisticada.

Isso se deu por conta do recente nível recorde de altas posições em aberto para futuros de bitcoin da Bakkt e um nível recorde nos volumes de negociação de futuros de bitcoin da CME.

Além disso, existem mais “on-ramps” institucionais (empresas que realizam a negociação direta entre moedas fiduciárias e criptoativos) e veículos regulamentados de investimento em cripto, que permitem que uma maior base de investidores faça parte do próximo mercado de alta.

“De fato parece haver mais interesse em bitcoin e em outros criptoativos como possíveis portos seguros para investidores preocupados com a volatilidade dos mercados de ação conforme o decorrer da crise do coronavírus”, afirma Simon Peters, analista da eToro, plataforma de investimento.

“Ouro, outro investimento de ‘porto seguro’, também aproveitou um aumento no valor recentemente. É um período crucial antes do halving de Bitcoin em maio. Apesar de cair um pouco de um dia para o outro, se o preço se estabilizar em aproximadamente US$ 10 mil, é provável que investidores se sintam confiantes e resulte em uma maior atividade de compra”.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 11/02/2020 - 17:19