Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Blockchain TRON será atualizado nesta terça-feira

06/07/2020 - 11:26
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A quarta maior iteração do projeto de blockchain TRON (TRX) irá acontecer amanhã (7). Conforme explicado pelo CEO da Tron Foundation, uma funcionalidade-chave dessa iteração será um novo recurso de privacidade em contratos autônomos que usa a tecnologia zk-SNARK (Imagem: Crypto Times)

TRON é uma plataforma blockchain que usa tecnologia de contratos autônomos (ou “smart contracts”) e um modelo de consenso de proof-of-stake delegado (DPoS) para cumprir com o que o whitepaper descreve como uma “internet realmente descentralizada”.

O projeto ganhou atenção da mídia em 2018 quando a Tron Foundation, a organização sem fins lucrativos que lidera o desenvolvimento do protocolo TRON, adquiriu a plataforma de compartilhamento de ponto a ponto BitTorrent.

NEO, outro grande blockchain, também estava interessado em comprar BitTorrent em 2018. Dados recentes indicam que a plataforma BitTorrent possui 12,9 milhões de usuários mensais ativos.

TRON ou o protocolo TRON se refere ao blockchain subjacente, enquanto tronix ou TRX é o token nativo da rede e atende a inúmeras funções diferentes no ecossistema.

TRX é usado para alimentar contratos inteligentes e pode ser congelado ou “staked” para que usuários possam evitar taxas de transações e participar em votações para a produção de blocos da rede.

O ativo é pago a validadores de block pela confirmação de transações e inúmeras aplicações descentralizadas (dapps) do TRON o usam como um token de pagamentos internos.

TRX é o token nativo do protocolo TRON e é usado para garantir taxas zero de transação e assegurar a rede (Imagem: Facebook/TRON Foudation)

O blockchain TRON é dividido em três camadas: uma camada principal, uma camada de aplicação e uma camada de armazenamento.

A camada principal computa instruções fornecidas por uma linguagem Java ou Solidity de contratos autônomos e executa lógicas de programação. A camada de aplicação é utilizada por desenvolvedores para criar aplicações alimentadas pela criptomoeda TRX.

A camada de armazenamento é criada para armazenar dados de blockchain e de status da rede enquanto preserva o status dos contratos autônomos.

TRON usa uma versão modificada do modelo de consenso de proof-of-stake delegado (DPoS) chamado TRON Proof-of-Stake (TPoS).

Bê-a-bá Cripto: existe um algoritmo
de consenso perfeito para blockchains?

Existem três tipos de nós na rede TRON: testemunhas ou “Witnesses” (Super-representantes), nós completos (“full nodes”) e nós Solidity.

Uma testemunha é responsável pela produção de blocos. Um nó completo fornece integrações de aplicação específicas (APIs) e transmite transações e blocos. Nós Solidity sincronizam blocos irrevogáveis e fornece APIs de consulta.

Super-Representantes são o aspecto “delegado” do modelo de consenso do TRON. Existem 27 possíveis Super-Representantes que podem ser escolhidos em um grupo de 127 possíveis candidatos.

O grupo de 127 possíveis produtores de blocos é selecionado pela comunidade detentora dos tokens TRX. Os 27 são escolhidos a cada seis horas.

cofrinho cifrão
“Staking” é a aquisição e retenção de criptoativos em uma carteira durante um período particular de tempo. Essa estratégia é parecida com o depósito fixo no mercado tradicional que, no fim do período estipulado pelo contrato, fornece recompensas a uma taxa de juros fixa (Imagem: Pixabay/QuinceMedia)

Contratos autônomos da Ethereum (ETH) são compatíveis com a Tron Virtual Machine e TRON comercializa sua solução para desenvolvedores de blockchain como uma alternativa de aplicação de baixo custo e consumo energético para plataformas de contratos como a Ethereum.

Os contratos autônomos da TRON são executados em um sistema de banda larga e energia, fornecendo uma opção para staking de tokens TRX para renunciar taxas-padrão de gás para a operação de contratos autônomos individuais baseados em TRX.

Esse sistema permite que usuários realizem transações na TRON sem pagar taxas, contanto que estejam dispostos a “congelar” seus tokens por um período de tempo.

Por exemplo, um usuário em uma dapp de apostas baseada em contratos autônomos na TRON, considerando que tenham TRX suficiente em sua carteira/seu navegador dapp, podem congelar tokens e realizar inúmeras transações sem taxa durante uma sessão do jogo.

Uma carta aberta à comunidade detalha os novos quatro principais recursos que serão acrescentados ao protocolo como parte da atualização TRON 4.0.

1. TRONZ Smart Contract será o primeiro protocolo para contratos autônomos privados apoiados por uma máquina virtual.

2. Um novo modelo TPoS de dupla camada combinará proof-of-stake delegado (DPoS) e Tolerância Prática a Falhas Bizantinas (PBFT) para reduzir o tempo de confirmação de blocos de 57 segundos para três segundos.

3. Um novo protocolo TIC/IP permitirá que desenvolvedores do protocolo TRON se conectem a três outras plataformas públicas de blockchain.

4. Uma solução de blockchain para instituições financeiras e comerciais permitirá que instituições financeiras e desenvolvedores comerciais utilizem aplicações personalizadas de blockchain no protocolo TRON.

A nova atualização acrescentará recursos de privacidade e diminuirá tempos de espera para a confirmação de transações, mas não tornará o token TRX em uma criptomoeda anônima (Imagem: Facebook/TRON Foudation)

Zk-SNARKs ou “argumentos de conhecimento sucinto não interativos de conhecimento zero” são um recurso de privacidade opcional com base nas provas de conhecimento zero originalmente criadas no blockchain Zcash (ZEC).

Zk-SNARKs permitem que usuários convençam verificadores sobre a validade de um argumento e “protejam” informações confidenciais.

Provas de conhecimento zero:
um divisor de águas para a segurança
de dados do cliente

Em uma publicação recente, a equipe por trás do contrato autônomo privado TRONZ afirma que a atualização de protocolo “não tornará TRX anônimo de forma alguma nem acrescentará recursos de privacidade”.

Porém, permitirá que desenvolvedores acrescentem transações protegidas a tokens de contratos TRC-20 por meio do acréscimo de um contrato autônomo.

TRC-20 é um padrão técnico usado para contratos inteligentes no blockchain TRON que permite que desenvolvedores implementem tokens personalizados.

TRONZ explica que zk-SNARKs para tokens TRC-20 de contratos autônomos virão em três formas: emissão, transferência e queima.

Emissão converte qualquer TRC-20 de protegido para desprotegido. Transferência protege transações TRC-20 para esconder a quantia da transação e os endereços do remetente e do destinatário. Queima converte um token TRC-20 protegido em um token público.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 06/07/2020 - 11:26