Boi no físico esboçou reação, mas se perdeu. Na B3, nem isso, agora arrastando o dezembro

24/09/2021 - 15:50
Gado Boi Carnes
Boi sofre com a ausência de volume de demanda das indústrias e vai derretendo (Imagem: Leonardo de Barros)

A leve reação que o boi gordo aparentava seguir, no começo da semana, se perdeu até esta sexta-feira (24) no mercado físico.

Na B3 (B3SA3), os futuros nem isso mostravam. E caíram mais um pouco também. Neste último dia da semana, nem o dezembro deverá escapar – seguindo a rotina dos contratos mais curtos – e está agora (15h50) em menos 1,30%, a R$ 312,05 a @.

O nível de capacidade de abate está no teto dos frigoríficos, para o nível de necessidades do mercado.

Lembrando que o consumo interno não se reanima, piorado na segunda quinzena do mês, e o grande comprador internacional, a China, está ainda fora do balcão desde que os dois casos de vaca louca atípica foram notificados em 3 de setembro.

Há exposição externa para outros mercados, mas num nível de demanda para boi abaixo da linha de alta da @.

Entre R$ 303 a R$ 305 está a cotação para São Paulo, ou na casa de R$ 295 a R$ 298 livres de Funrural, como se registra tanto na Scot Consultoria, de hoje, quanto no Cepea da quinta.

Mesmo o Balizador GPB Datagro não encorpa os preços pesquisados, com informações voluntárias dos produtores.

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 24/09/2021 - 16:11

Cotações Crypto
Pela Web