Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BR Distribuidora suspende venda de gasolina de aviação em linha com a Petrobras

13/07/2020 - 9:28
Petrobras PETR4
O lote de má qualidade apresentou teor de compostos aromáticos diferente dos lotes até então importados (Imagem: Flickr/Petrobras/)

A BR Distribuidora (BRDT3) decidiu interromper a venda de gasolina de aviação, em linha com o comunicado divulgado no sábado (11) de seu único fornecedor, a Petrobras (PETR3PETR4), informando que um lote de gasolina de aviação de má qualidade importada pode ter afetado alguns componentes de aeronaves de pequeno porte.

Segundo a Petrobras, esse lote apresentou teor de compostos aromáticos diferente dos lotes até então importados, mas cumpre os requisitos de qualidade exigidos pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A estatal estuda a hipótese da variação da composição química ter impactado os materiais de vedação e revestimento de tanques de combustíveis de aeronaves de pequeno porte, reforçando que ainda não há um diagnóstico completo que permita assegurar a relação de causa e efeito, o que requer um rastreamento em todo o território nacional.

Com a ciência dos fatos, a BR Distribuidora está suspendendo preventivamente a comercialização de gasolina de aviação e recomendando que os revendedores de produtos de aviação e demais clientes também suspendam, temporariamente, a comercialização do produto, até que mais informações estejam disponíveis e haja orientações específicas pelos órgão reguladores.

O abastecimento será substituído por outros lotes dentro das normas.

Importação

Agrotóxicos
As empresas recomendam que os revendedores de produtos de aviação e demais clientes também suspendam o uso do combustível (Imagem: Reuters/Ueslei Marcelino)

A estatal importa gasolina de aviação, a partir do Golfo do México, de grandes empresas norte americanas desde 2018, quando a unidade que produzia o combustível, na Refinaria Presidente Bernardes – Cubatão (RPBC), foi paralisada.

“A reforma da planta produtora sofreu atraso devido à interrupção das obras causada pela pandemia de Covid-19, mas a previsão é que a produção seja reiniciada em outubro de 2020”, ressalta.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Lucas Simões - 13/07/2020 - 9:28