Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Brasil pode criar 700 mil empregos em 2020 se der tudo certo, projeta UBS

20/01/2020 - 12:29
Emprego Desemprego Jovens
Desemprego permanece como principal desafio (Imagem: Reuters/Amanda Perobelli)

“A medida que o PIB ganha momentum em 2020, com expectativa de crescimento de 2,5%, a adição líquida de vagas pode acelerar para o intervalo de 650 mil a 700 mil por ano”

A avaliação é do UBS em relatório divulgado a clientes e obtido pelo Money Times, no qual os economistas Fábio Ramos, Rafael de La Fuente e Tony Volpon apresentam prognósticos para 2020.

Em relação ao próximo Caged, a ser divulgado na sexta-feira (24), a projeção é de fechamento de 310 mil vagas, número próximo à retração de 334 mil vagas de 2018.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Sazonalidade em foco

“Os números são negativos porque a maioria das empresas não contrata novos funcionários em dezembro”, explicam os economistas diante da sazonalidade deste mercado.

Ajustando a sazonalidade, o Caged deverá apresentar adição líquida de 75 mil vagas, “ritmo um pouco mais devagar em relação ao último dado, com criação de 93 vagas”.

Economistas mostram correlação positiva entre PIB e criação de empregos

Conforme o gráfico, a média móvel dos últimos três meses apresenta adição líquida de 78 mil vagas por mês e, com os dados de dezembro, 2019 devera mostrar criação de aproximadamente 557 mil empregos.

“Isso significa alguma aceleração em relação a 2018, quando 421 mil vagas foram criadas”, diz o UBS.

 

Leia mais sobre: Caged, Economia, PIB, UBS

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 20/01/2020 - 12:31