Mercados

Buffett aposta nessas 14 ações pagadoras de dividendos para vencer a próxima recessão

17 maio 2023, 16:08 - atualizado em 17 maio 2023, 17:34
Warren Buffett
Entre todas as lições que podem ser aprendidas com o estilo de Buffett, uma das principais é o seu foco em dividendos (Imagem: REUTERS/Rick Wilking/Foto de arquivo)

Warren Buffett se provou um mestre da arte de investir ao longo das últimas décadas. Sem muitas firulas, o oráculo de Omaha prefere apostar no que já é testado e conhecido. Se em algumas vezes, a estratégia value investing pode parecer um clichê, é nos tempos de crise que ela se mostra mais valorosa.

De acordo com dados do Bespoke Investiment Group levantamentos no início do mês, a Berkshire Hathaway (BRK-B) bateu o desempenho dos mercados não só em períodos baixistas, como também durante recessões. Nas últimas seis contrações enfrentadas pelos EUA, a Berkshire ganhou 4.4% a mais do que os mercados.

Entre todas as lições que podem ser aprendidas com o estilo de Buffett, uma das principais é o seu foco em dividendos.  

O Wall Street Journal mostrou que, principalmente por meio do provento, o oráculo de Omaha recebeu em ‘caixa livre’ a bagatela de US$ 5.7 bilhões ao fim de 2022. E a maior parte desses dividendos vem de ações conhecidas por serem boas pagadoras no mercado americano.

Confira a lista de 14 ações gringas que mais retornam proventos para a Berkshire.*

Empresa Ticker/BDR Setor Exposição da Berkshire (US$/milhões)
Coca-Cola COCA34 Consumo 25.000
Chevron CHVX34 Energia 20.000
Bank of America BOAC34 Financeiro 13.600
Kraft & Heinz KHCB34 Consumo 13.300
Occidental Petroleum OXYP34 Energia 12.600
Moody’s Corporation MCOR34 Financeiro 6.800
Citigroup Inc. CTGP34 Financeiro 2.500
Apple AAPL34 Tecnologia 1.800
Visa VISA34 Consumo 1.700
Mastercard Incorporated. MSCD34 Consumo 1.400
The NY Mellon Bancorp. NYCB** Financeiro 1.100
US Bancorp. USBC34 Financeiro 290,9
Johnson & Johnson JNJB34 Saúde 58
Procter & Gamble PGCO34 Consumo 48
 *A metodologia da pesquisa advém de um levantamento coletivo dos sites Fortune, Insider Monkey e Yahoo Finance; **Papel não possui BDR listado na B3.

Lucro de Berkshire sobe 500% no 1T23

Berkshire Hathaway registrou um lucro líquido de US$ 35,5 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Os ganhos são quase sete vezes maiores que o apurado no mesmo período de 2022, quando o lucro líquido foi de US$ 5,6 bilhões.

O resultado do início de 2023 equivale a US$ 24,377 por ação Classe A, de US$ 3,784 por ação um ano antes. Trata-se de um salto de 544%.  Já o lucro operacional cresceu 13%, a US$ 8,07 bilhões. Vale lembrar que em 2022, a gestora obteve lucro operacional anual recorde, de US$ 30,8 bilhões.

O anúncio foi feito antes da reunião anual de acionistas, que acontece neste fim de semana. O evento, apelidado de “Woodstock para capitalistas”, atrai dezenas de milhares de pessoas para acompanhar o guru do mercado financeiro na cidade de Omaha, Nebraska. Warren Buffet enfrenta horas de perguntas de investidores presentes.

Estagiário
Jorge Fofano é estudante de jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP. No Money Times, cobre os mercados acionários internacionais e de petróleo.
Jorge Fofano é estudante de jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP. No Money Times, cobre os mercados acionários internacionais e de petróleo.