Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Butantan entrega mais 1,1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde

05/02/2021 - 14:15
Vacinas
O Butantan tem de entregar o lote adicional ao ministério até setembro (Imagem: REUTERS/Thomas Peter)

O Instituto Butantan entregou nesta sexta-feira mais 1,1 milhão de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac, ao Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, o que leva a 9,8 milhões o número de doses entregues pelo instituto à pasta.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, o presidente do Butantan, Dimas Covas, disse também que novas entregas diárias de 600 mil doses devem começar no dia 23 de fevereiro, após a chegada nesta semana de 5,4 mil litros do insumo farmacêutico ativo (IFA) para o envase de 8,6 milhões de doses da vacina.

Um novo lote de 5,6 mil litros, suficiente para 8,7 milhões de doses deve chegar na próxima semana, reafirmou.

Ele disse ainda que, para completar o primeiro lote acordo com o ministério, de 46 milhões de doses até abril, são necessários a importação de mais 12 mil litros de IFA.

“Em dois movimentos, o primeiro de 8 mil litros, que aguardamos autorização, e o segundo de 4 mil litros, que também aguardamos autorização para a exportação lá na China”, disse Covas.

O Ministério da Saúde deve exercer a opção para mais 54 milhões de doses da vacina e Covas afirmou que os 33,6 mil litros de IFA referente a este montante devem começar a chegar ao Brasil em março até junho.

O Butantan tem de entregar o lote adicional ao ministério até setembro.

Na quinta, em entrevista à Reuters, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em entrevista à Reuters que autorizou o Butantan a comprar mais 20 milhões de doses da CoronaVac, para além dos 100 milhões já acertados com a Sinovac, que atenderão o Estado no período de setembro a janeiro de 2022, quando o instituto deve começar a fabricar integralmente a CoronaVac, sem necessidade de importação do IFA da China.

Judicialização

Na entrevista coletiva desta sexta, Doria afirmou que o Ministério da Saúde desabilitou 3.258 leitos de terapia intensiva em São Paulo destinados exclusivamente ao tratamento da Covid e financiados pela pasta, doença que já matou 54.324 pessoas no Estado e mais de 228 mil no Brasil.

Doria afirmou que a decisão da pasta mostra um “viés político” que atingiu também outros Estados e prometeu judicializar a questão.

“É gravíssimo isso que estamos denunciando aqui neste momento”, disse Doria. “Se m7antiver essa decisão, quero já antecipar aqui, vamos judicializar, vamos ao Supremo Tribunal Federal e essa súmula do Supremo Tribunal Federal, se for favorável a São Paulo, vai ser favorável também a todos os demais Estados brasileiros.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 05/02/2021 - 14:15

Cotações Crypto
Pela Web