Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Candidata à Controladoria de Nova York apresenta detalhes de seu plano de integração blockchain

19/04/2021 - 14:13
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Patel parece ser bem favorável à inovação das criptomoedas e do blockchain e, caso for eleita à Controladoria da Cidade de Nova York, deseja digitizar alguns processos relacionados a fundos de pensão (Imagem: Reshma Patel/Divulgação)

Nesta segunda-feira (19), Reshma Patel, candidata à Controladoria da Cidade de Nova York, apresentou aspectos relacionados a cripto de sua nova plataforma, incluindo um apelo para a alocação de uma parte dos fundos de pensão da cidade em cripto.

O Escritório de Controladora da Cidade de Nova York pode estar sob pressão extra este ano para abordar a recuperação financeira da pandemia da COVID-19. Em entrevista ao The Block, Patel disse ter decidido concorrer à Controladoria por estar preocupada com a saúde financeira a longo prazo da cidade.

“Quero ter certeza que estamos indo na direção correta conforme saímos das consequências econômicas da pandemia da COVID-19”, disse ela. “Comecei a pensar em novas formas que poderíamos fazer as coisas, e uma delas é que precisamos de mais transparência e eficiência ao governar nossa cidade.”

A Controladoria supervisiona como a cidade aloca seu dinheiro, mais especificamente ao gerenciar contratos governamentais para projetos e investir os fundos de pensão da cidade.

Abrão Filho aumenta 135% sua receita em 2021

Se Patel for eleita, cripto e blockchain terão um papel na atual recuperação e no planejamento futuro, em que 1 a 3% de cada um dos cinco fundos de pensão da cidade serão investidos em criptomoedas, segundo o plano da candidata.

“Receios da inflação hoje, e no futuro, são válidos, e é por isso que algumas das empresas mais inovadoras do mundo, como Tesla e Square, investiram uma parte de sua receita total em bitcoin”, de acordo com o plano de Patel.

“É evidente que criptomoedas têm um futuro nas finanças e devem ter um futuro no planejamento futuro da Cidade de Nova York.”

Ela também planeja realizar investimentos em “fundos específicos em blockchain”. Ela planeja criar uma força-tarefa para examinar como a cidade pode investir diretamente na tecnologia blockchain.

Teria um propósito duplo segundo a plataforma de Patel: “capturar rendimentos aprimorados enquanto aprende mais sobre como essa tecnologia de ponta pode ajudar os residentes da Cidade de Nova York”.

É por esse motivo que, além de alocar fundos em cripto, Patel também quer usar blockchain no sistema de aquisições — a forma como o gabinete concede e paga contratos governamentais para projetos da cidade.

Agora, Patel diz que o gabinete da Controladora tem um prazo de 30 dias para processar um contrato, mas outras agências não têm as mesmas restrições de tempo.

Isso pode resultar em uma situação em que o gabinete não recebe os fundos necessários para executar um projeto por muito tempo, o que pode forçá-lo a obter um empréstimo para pagar esses serviços de fornecimento.

“Principalmente em um ano como 2020, em que não podíamos angariar fundos e tínhamos menos dinheiro, era uma situação ainda mais difícil para nós termos de esperar para que o contrato fosse processado”, explicou ela.

Nova York
A proposta de Patel pode acelerar o processo de contratos de diversas startups cripto, podendo ajudar a Cidade de Nova York a se reerguer economicamente após a pandemia (Imagem: Unsplash/@anikinearthwalker)

De acordo com Patel, o uso do blockchain poderia criar a transparência e a necessidade necessárias para a colaboração multiagências.

Ela disse que observou esses pontos fracos imediatamente desde que trabalhou como consultora financeira para emissores de títulos municipais, ou seja, ela gastou um bom tempo no gabinete da Controladoria, treinando novos funcionários.

O sistema atual fere a cidade, mas também limita muitas pequenas empresas de realizarem negócios na cidade, pois não são sempre capazes de esperar para dar início ao trabalho.

Patel considera essa como uma forma de fornecer suporte direto a startups, mas ela também a analisa de formas indiretas. Apesar de a alçada principal da Controladoria ser o investimento em fundos de pensão, ainda é um gabinete da cidade que possui influência.

Patel planeja usar essa influência para tornar a Cidade de Nova York em um lugar um pouco mais atrativo para startups cripto.

Em suas conversas com nascentes empresas cripto, ela afirmou que um ponto contínuo de conversa se tornou a defesa por uma segunda análise na estrutura BitLicense, mesmo que o trabalho de um gabinete de Controladoria ser separado do ambiente regulatório.

Scott Stringer, o atual controlador da cidade, encerra seu cargo este ano e usou os últimos meses para gerar apoio como um candidato à prefeitura da Cidade de Nova York.

Entre seus competidores, estão o ex-candidato à presidência e favorável a cripto Andrew Yang, que disse que iria tornar a cidade em um “núcleo para cripto” caso for eleito. Yang ainda precisa apresentar uma agenda específica de cripto para a cidade.

As primárias para a Prefeitura e Controladoria irão acontecer em 22 de junho.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 19/04/2021 - 14:13

Pela Web