Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Cervejaria Heineken nega que processo da Coca-Cola ameace aquisição da Brasil Kirin

27/01/2020 - 11:11
Heineken Cervejas
A Heineken explica que o processo não mudou suas operações no Brasil, incluindo a distribuição de suas marcas Kaiser (Imagem: Reuters/Issei Kato)

A Heineken, segunda maior cervejaria do mundo, negou no domingo uma reportagem de um jornal informando que a Coca-Cola Brasil entrou com uma ação para anular a aquisição da Brasil Kirin pela Heineken em 2017.

O jornal Valor Econômico disse que a Coca-Cola acusou a cervejaria holandesa de elaborar um contrato de venda para a Brasil Kirin com a intenção de quebrar o contrato de distribuição que tinha com a Coca Cola.

No entanto, a Heineken disse que entendeu que o processo não ameaçava a aquisição, o que a tornou a segunda colocada no país, o terceiro maior mercado de cerveja do mundo.

Coca Cola Bebidas
A Coca-Cola Brasil entrou com uma ação para anular a aquisição da Brasil Kirin pela Heineken em 2017 (Imagem: Unsplash/@markuslompa)

Em outubro passado, um tribunal de arbitragem decidiu que a Heineken deve continuar distribuindo seus produtos da Kaiser por meio da rede de distribuição da Coca-Cola até março de 2022, mantendo as datas no contrato original. A Heineken queria vender suas marcas novas e existentes por meio de seu próprio sistema de distribuição.

A Heineken disse no domingo que tomou conhecimento do processo por meio de fontes públicas, mas acredita que o processo não tem como objetivo anular sua aquisição dos negócios da Kirin no Brasil em 2017.

A Coca-Cola Brasil e as engarrafadoras brasileiras da Coca-Cola, disseram buscar uma compensação, pela indisposição da Heineken em transferir seu portfólio de cervejas resultantes da aquisição da Kirin para o sistema de distribuição da Coca-Cola.

Os requerentes estavam contestando certas ações corporativas da Heineken, mas essas ações não afetaram a validade de sua compra da Brasil Kirin. Um tribunal de arbitragem já havia abordado essas questões, disse a Heineken.

A Heineken também disse que o processo não mudou suas operações no Brasil, incluindo a distribuição de suas marcas Kaiser por meio da rede de distribuição da Coca-Cola.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 27/01/2020 - 11:12

Cotações Crypto
Pela Web