Como seu celular pode ser usado para te espionar

Brave New Coin
21/03/2020 - 11:00
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Saiba como evitar que suas informações sejam coletadas de seu celular sem a sua autorização (Imagem: Crypto Times)

No mundo conectado, todo mundo usa o celular para gerenciar suas vidas. Embora saibamos que tudo o que fazemos on-line pode ser rastreado e registrado, nem todos têm consciência das oportunidades que celulares fornecem a empresas e agências governamentais de nos espiar.

Neste artigo, você vai saber como seu celular pode ser usado para te espionar e o que você pode fazer a respeito disso.

Você está sendo observado

Quando Edward Snowden denunciou a Agência de Segurança Nacional dos EUA ao mostrar como as agências de inteligência espionam seus cidadãos em 2013, se tornou claro que “todos estão sendo vigiados”.

Independente de você estar na lista de interesse de terroristas ou um cidadão exemplar, é provável que seus dados estejam sendo coletados.

Em uma entrevista ao programa Joe Rogan Experience, em 23 de outubro de 2019, Snowden disse:

“O que realmente mudou desde 2013 é que agora tudo é lançado primeiro no celular. A mobilidade ainda era algo importante e a comunidade de inteligência estava ansiosa para pôr suas mãos nessa tecnologia e lidar com ela. Mas, agora, as pessoas estão menos propensas a usar seus notebooks, desktops ou qualquer outro tipo de telefone com fio, então irão usar um smartphone. Infelizmente, tanto dispositivos Apple como Android não são bons em proteger sua privacidade.”

Ao permitir que diversos aplicativos tenham acesso à sua câmera e ao seu microfone, seus dados podem estar sendo coletados a todo momento (Imagem: Freepik)

Você pode não se importar se um serviço de inteligência nacional coletar seus e-mails se você não tiver o que esconder, mas você pode não gostar da ideia de que empresas estão coletando seus dados e os vendendo para terceiros sem seu consentimento ou remuneração.

Infelizmente, isso é exatamente o que um grande número de empresas de tecnologia estão fazendo. O escândalo da Cambridge Analytica deixou isso bem claro.

3 formas do seu celular te espionar

A câmera do seu celular

Quando perguntaram a James Comey, antigo diretor do FBI, em uma conferência no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais em 2016, se ele tapava a câmera de seu notebook, ele respondeu: “há algumas medidas adequadas que você deveria estar tomando e essa é uma delas”.

Bom, o mesmo vale para a câmera do seu celular.

câmera lente fotografia observar
Uma boa forma de se prevenir é tapando sua câmera com algum adesivo removível, para que você apenas a use quando necessário, e não quando querem te vigiar (Imagem: Pixabay/geralt)

Agentes maliciosos podem ter acesso à sua câmera, ligá-la, tirar fotos ou gravar vídeos. Em novembro de 2019, Google confirmou que esse era um risco para “centenas de milhões de usuários de smartphones” após uma falha que permitiu que hackers obtivesse acesso a câmeras de celulares Android.

Além disso, hackers que têm você como alvo tentarão obter acesso à sua câmera ao enviar e-mails ou mensagens com um link ou arquivo malicioso que os dará acesso caso você clique nele.

A melhor forma de se proteger desse tipo de espionagem é tapar a câmera do seu celular com um adesivo. Além disso, você não deve permitir que aplicativos tenham acesso à sua câmera. Por fim, a melhor prática de cibersegurança é nunca clicar em um link que vem de um destinatário desconhecido.

O microfone do seu celular

A ideia de que nossos celulares estão ouvindo nossas conversas se tornou um grande assunto nos últimos anos, quando plataformas como Facebook aparentemente começaram a apresentar anúncios a pessoas com base em conversas que elas tiveram quando o celular estava por perto.

De acordo com uma pesquisa com mil adultos dos EUA, realizada pela Consumer Reports, 43% dos americanos que possuem smartphones acreditam que seus dispositivos estão ouvindo o que é dito.

Agentes maliciosos podem ativar o microfone do seu celular e ouvir suas conversas o dia todo. É bom se prevenir (Imagem: Freepik)

Embora um porta-voz do Facebook tenha afirmado, em 2016, que a empresa “não usa o microfone do seu celular para apresentar anúncios ou mudar o que você vê em seu feed de notícias”, é difícil acreditar em uma empresa que já mentiu repetidas vezes para seus usuários.

O que sabemos com certeza é que não é muito difícil acessar o microfone de um celular para ouvir conversas alheias. Se você fizer o download de um aplicativo e permitir o acesso ao seu microfone, poderão ativá-lo e escutá-lo o dia todo.

Além disso, se um agente malicioso quiser obter acesso ao seu microfone, poderia te enviar um malware na forma de um link em um e-mail ou um anexo que cumpre seu propósito.

Para se proteger de empresas ou hackers que querem ouvir suas conversas, tenha certeza de desativar o acesso ao microfone em todos os aplicativos que não precisam dele. Novamente, você deve evitar clicar em links de destinatários desconhecidos.

Preste atenção no tipo de aplicativo que você possui no celular; revise as permissões de cada aplicativo e tenha certeza de que nenhum está coletando seus dados (Imagem: Freepik)

Seus aplicativos de celular

De uma perspectiva de privacidade, aplicativos de celular são um pesadelo. Se você permitir o acesso completo a um aplicativo como Facebook e WhatsApp, podem se apoderar de suas câmeras, te filmar, executar softwares de reconhecimento facial, rastrear sua localização, dentre outros. E esses são apenas os aplicativos não maliciosos.

Se você tiver azar o suficiente para baixar um aplicativo que foi criado para roubar seus dados e vendê-los a terceiros, você pode esperar por ainda mais espionagem. Infelizmente, no caso desses aplicativos, mesmo se você não fornecer acesso a eles, ainda são capazes de coletar seus dados.

A melhor forma de evitar essas violações de acesso de aplicativos é desativar permissões desnecessárias nas configurações e baixar a menor quantidade de aplicativos o possível.

Além disso, você só deve baixar aplicativos de boa reputação para minimizar as chances de acabar com um aplicativo malicioso em seu celular. Executar um scanner comum de malware e vírus em seu celular pode te ajudar a identificar e limpar qualquer aplicativos possivelmente prejudiciais.

Extremistas de privacidade sugerem que se livrar de todos os smartphones é a melhor forma de evitar esses tipos de invasão. Porém, para a maioria de nós, isso seria bem inviável. Em vez disso, podemos seguir os simples passos mencionados acima para proteger nossa privacidade um pouco mais hoje do que ontem.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 21/03/2020 - 11:12

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web