Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Comparação entre baking de Tezos e staking de Cosmos

14/01/2020 - 16:49
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
tezos cosmos
“Staking” é a retenção de fundos em uma carteira de criptoativos para apoiar as operações em uma rede de blockchain. “Baking” é o processo de assinatura e acréscimo de um bloco de transações ao blockchain da Tezo; apenas contas implícitas no blockchain têm direito de participar desse processo (Imagem: Money Times)

Tokens ATOM da Cosmos agora podem ser negociados na Coinbase Pro, o que significa que é provável que, em breve, estejam disponíveis (também para staking) na Coinbase.

Será que devíamos por uma dinâmica de staking parecida com a da Tezos quando se tornou disponível na Coinbase, Binance e Kraken?

Primeiramente, uma recapitulação sobre o modelo de staking delegado da Tezos

No design de staking da Tezos, “bakers” atuam como validadores de protocolo ao travar depósitos de segurança na rede e manter o hardware de validação necessário.

Bakers ganham taxas diretas por seu trabalho e detentores de token XTZ podem delegar seus stakes a outros bakers que irão fazer o stake e bake (!!!) em nome de outro usuário, geralmente por uma comissão parecida com a de uma recompensa por mineração de bloco.

Bakers têm o que é chamada de “capacidade de staking” que, atualmente, está em 8x em seus depósitos de segurança. Se o seu balanço de staking (os fundos do baker + todos os fundos delegados que eles gerenciam) exceder o depósito de segurança para além de 8x, o baker é considerado “sobredelegado”.

Isso significa que os participantes do esquema de baking vão receber menos do que seus fundos de proporção determinada (“pro rata”) esperados, a menos que o baker aumente sua capacidade de staking (acréscimos a seu depósito de segurança) — leia mais sobre os aspectos técnicos.

A dinâmica foi criada para duas funções:

1) na teoria, incentivar a descentralização porque encoraja delegadores a encontrar bakers com capacidade de staking disponível;

2) na prática, certificar que bakers aumentem sua capacidade de staking e posses principais em sintonia com depósitos de usuários.

Os usuários do design da Tezos vão ser proativos e reativos a bakers em vez do contrário. Na verdade, muitos clientes simplesmente correram para fazer o staking pela Coinbase assim que o novo serviço de staking (extremamente simples) da empresa foi lançado.

Conforme o baker da empresa rapidamente atingiu sua capacidade de staking e se tornou sobredelegado, Coinbase adquiriu mais XTZ para repor seus depósitos de segurança.

A empresa declarou que não iria (talvez não poderia, dadas as restrições regulatórias) usar fundos dos clientes para depósitos de segurança, que estão sujeitos a certa iliquidez, penalidades de corte e risco de protocolo.

E, já que não há períodos de depósito para XTZ delegados, Coinbase aumentou seu balanço de posição em tezos e possa ter causado outras corretoras a fazerem o mesmo.

Apesar de não se saber quando cada corretora adquiriu, o preço do Tezos pulou para aproximadamente 70% nas seis semanas seguintes aos anúncios da Coinbase, Binance e Kraken (ainda está 20% mais desde o primeiro anúncio da Coinbase).

É provável que a corrida para obtenção de liquidez pelos grandes serviços de staking foi uma grande catálise para o impulsionamento de Tezos, dado o fato de que já foi feito o staking de mais de 75% de XTZ.

messari tezos baking
(Tradução feita a partir do gráfico fornecido pela Messari)

Então a pergunta que vale um milhão de dólares é: veremos uma tendência similar para ATOMs?

Staking na Cosmos

Assim como a Tezos, Cosmos alavanca um modelo de staking delegado para assegurar sua rede. No entanto, validadores no universo da Cosmos oferecem um pouco de risco a seus clientes (delegadores).

Um validador mal comportado poderia perder seus fundos de staking e os de seus delegadores, criando um padrão maior de diligência para aqueles que buscam por staking delegado.

Validadores precisam fornecer um nível mínimo de “delegação vinculada”, que inclui ATOMs delegados que não podem ser desvinculados em menos de 21 dias.

Apesar dos riscos, já que só existem 125 validadores ativos a qualquer hora que podem receber recompensas por inflação, existem incentivos para que pequenos acionistas deleguem com terceiros ou criem sua própria infraestrutura.

Os validadores ativos são determinados por “peso de staking”, o total de ATOMs autodelegados e delegados a usuários.

Mas não existe uma métrica equivalente à “capacidade de staking” da Tezos porque não existe restrição de quantidade mínima que um validador precisa autodelegar enquanto acumula ATOMs delegados.

Isso reduz a possibilidade de uma escassez artificial de fornecimento, já que corretoras custodiais, como Coinbase, Binance e Kraken, não vão precisar reforçar aquisições de ATOM para satisfazer as demandas de staking dos clientes.

Observação: a dica de hoje é seguir Wilson Withiam, analista da Messari, que ajudou nesta pesquisa.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Matéria Original: "When Moon/Cosmos?"

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 14/01/2020 - 16:51