Confira as previsões do mercado cripto para esta semana

Brave New Coin
16/03/2020 - 10:43
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Os mercados cripto passaram por uma semana caótica de liquidações que pode ser considerada uma das piores semanas da História, conforme o coronavírus fez mercados em todo o mundo afundarem (Imagem: Freepik)

Na semana passada, os mercados de ativos digitais despencaram, conforme o pânico causado pelo coronavírus gerou grandes perdas em todos os mercados financeiros.

O preço do bitcoin (BTC) — o principal ativo na tabela de capitalização de mercado da Brave New Coin — caiu cerca de 36%, enquanto o preço dos ativos número dois e três, ether (ETH) e ripple (XRP), caíram 42% e 28%, respectivamente.

No fim do período de sete dias, a capitalização total de mercado caiu aproximadamente 35%, uma perda de 85 bilhões em valor, finalizando uma semana que ficou marcada para a História.

O bitcoin sofreu uma de suas piores quedas diárias de preço na quinta-feira quando, em algumas horas caóticas, o preço do ativo caiu para US$ 4 mil conforme a pressão pessimista de preço assolou plataformas de negociação em cripto.

Coinbase Pro, principal corretora de negociação de varejo, atingiu uma nova alta de volume de negociações, gerenciando bem mais de US$ 2 bilhões em volume em um período de dois dias.

BitMEX ficou completamente off-line durante 25 minutos e os preços continuaram a cair (Imagem: Twitter/BitMEX)

As capacidades de infraestrutura das plataformas de derivativos de cripto foram testadas por condições extremas de mercado, em que a BitMEX teve mais liquidações na quinta-feira do que em qualquer outro dia no último ano.

Várias plataformas cederam à pressão conforme a BitMEX ficou completamente off-line durante 25 minutos e os preços continuaram a cair.

Já a MakerDAO, principal plataforma descentralizada de empréstimos da Ethereum, teve que lidar com uma crise de dívidas porque a queda do preço do ether resultou em questões de financiamento em margem parecidas com as enfrentadas pelas corretoras de finanças centralizadas (CeFi) de cripto.

É provável que esses problemas resultaram em congestionamento no blockchain da Ethereum, que fez os preços de gás dispararem para níveis astronômicos até mesmo para operações simples na rede.

Plataformas CeFi de derivativos, como Deribit e Binance, tiveram que apelar para seus fundos de seguro para cumprir com os requisitos de liquidez após o colapso de mercado. O fundo de seguro de bitcoin da Deribit caiu de 390 BTC para 180 BTC em apenas alguns dias.

O fundo de seguro de bitcoin da Deribit caiu de 390 BTC para 180 BTC em apenas alguns dias (Imagem: Deribit)

Fundos de seguro permitem que corretoras realizem um esquema de “perdedores pagam para perdedores”, em que usuários que foram liquidados pagam para negociadores que estão sendo liquidados porque, diferente da negociação à vista, negociação em margem não tem a proporção um para um entre negociadores.

O possível esgotamento completo de um grande fundo de seguro de uma corretora de derivativos em bitcoin poderia resultar em uma crise de liquidez de mercado e, no futuro, em desafios de preço para o bitcoin, mas as consequências econômicas do coronavírus continuam a se estender.

Há algumas horas, o Federal Reserve dos EUA anunciou o corte da taxa de referência de juros em 0, resultando em quedas de preço nos mercados de futuros em vários grandes índices acionários. O pânico de investimento direcionado pela pandemia parece estar pronto para continuar a controlar todos os mercados financeiros a curto prazo.

No lado oposto dessa narrativa, o sucesso que economias asiáticas, como China e Coreia do Sul, tiveram ao gerenciar o surto do coronavírus sugere que as perspectivas para as economias ocidentais poderiam se transformar, dependendo das respostas políticas.

Desenvolvedores principais do blockchain TRON irão se reunir para discutir o futuro do projeto (Imagem: Unsplash/@emilianatmbg)

O que vem por aí esta semana?

16 de março: Reunião dos desenvolvedores da TRON

Nesta segunda-feira, os principais desenvolvedores da plataforma de blockchain de proof-of-stake da Tron irão se reunir publicamente para discutir o desenvolvimento futuro do blockchain.

O projeto Tron tem atraído controvérsias nas últimas semanas por conta do controle hostil do blockchain SteemIt por Justin Sun, CEO da Tron.

O preço do token TRX caiu cerca de 32%, sofrendo um ataque similar do pessimismo do coronavírus afetando o resto do mercado cripto.

Foi uma semana de negociação brutal nos mercados criptos, pois a maioria dos ativos sofreu perdas de mais de 25% e, para alguns ativos como o ether, grandes adversidades negativas podem ter se misturado à pressão de venda direcionada pela pandemia.

Fora do top 10 de principais ativos, o token nativo LEO, da Bitfinex, teve um dos melhores desempenhos do mercado.

Tokens LEO são recomprados de hora em hora a taxas de mercado usando os lucros da iFinex, dona da Bitfinex. Então, essa pressão de compra manteve o preço do token em alta durante as liquidações na última quinta-feira.

A semana de negociação do bitcoin foi definida pelas liquidações da quinta-feira/sexta-feira, que arrasaram com os otimistas dos mercados cripto e resultaram na negociação recorde de volumes nos mercados à vista e de derivativos.

O desempenho de preço do bitcoin nas próximas semanas pode ser definido pela atividade de participantes nos mercados tradicionais.

Recentemente, o preço do bitcoin se movimentou com base em sinais enviados por negociadores institucionais e de bancos centrais na Bolsa de Valores de Chicago, colocando em risco a narrativa de ativo não correlacionado do bitcoin.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 16/03/2020 - 11:06

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web