Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Consumo de aço vai ficar no zero, mas recomendamos comprar duas ações, diz XP

25/09/2019 - 10:16
ArcelorMittal Aço Siderurgia
Analistas destacam menor demanda existente no setor (Imagem: Bloomberg)

A XP Investimentos está cética com o setor siderúrgico. “Olhando para frente, a expectativa é que o consumo aparente de aço, que já teve a projeção revisada duas vezes para baixo pelo Instituto Aço Brasil, pode ficar no zero a zero, ou, no máximo, subir 1%”, avalia a corretora.

Os analistas projetam que as principais empresas do setor – CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5), Gerdau (GGBR4) e ArcelorMittal – deverão interrompera concessão de descontos, diante da fraca demanda existente no setor. Em abril último, as companhias realizaram reajuste de preços entre 10% e 15%. A volta dos preços originais ocorrerá em 1º de outubro.

“Desde então [abril de 2019], com a demanda fraca no mercado brasileiro, as empresas vinham concedendo descontos aos seus clientes porque não conseguiram emplacar os percentuais definidos”, afirma a XP Investimentos.

A corretora destaca negativamente a baixa de 6,4% nas vendas de aços planos no mercado interno em agosto, na relação anual. Além disso, as importações recuaram 9,5% – também na comparação anual.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Recomendações

Dentro do universo de cobertura da corretora, tanto as ações da CSN quanto as da Gerdau possuem recomendação de compra, com preços-alvo de R$ 13 e R$ 20 – na mesma ordem. Caso se materializem as projeções, as ações da primeira podem cair 4,4%. Já os papeis da última podem subir 54,4% – de acordo com o último fechamento,

Por outro lado, a recomendação neutra é listada para os papeis da Usiminas, com preço-alvo de R$ 9 – potencial de valorização de 13,9%, de acordo com a cotação da última terça-feira (24).

Em linha, o Credit Suisse também está otimista com a Gerdau e lista para as ações recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) e preço-alvo de R$ 20,50 – upside (potencial de valorização) de 58,3% diante do último fechamento.

Por outro lado, tanto as ações da CSN quanto os papeis da Usiminas detêm recomendação neutra, com preços-alvo respectivos de R$ 17,00 e R$ 9,00 – equivalentes a upsides de 25% e 13,9%, na mesma ordem.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 25/09/2019 - 10:16