Conteúdo Empiricus

4 Pontos que vão te fazer entender definitivamente o que é DeFi e como investir nesse segmento tão promissor de criptoativos

20/11/2021 - 10:00
Simbolo #DeFi aparece escrito em azul em uma tela
O sistema de finanças descentralizadas vem se destacando fortemente no mercado financeiro e tende a ser o segmento mais visionário e promissor dentre os investimentos em cripto.

Analistas, assessores e consultores de investimentos sempre dizem que o ideal é ter uma carteira diversificada entre as várias classes de ativos e, atualmente, recomendam a inclusão de criptomoedas – uma parcela que pode ser entre 1% e 5% do patrimônio. Há alguns anos isso era inimaginável. Agora, cada vez mais investidores têm procurado por moedas digitais para ‘apimentar’ seus portfólios. Neste cenário, uma das categorias mais promissoras é a DeFi. De acordo com a equipe de especialistas em criptomercado da Empiricus, nesse grupo há criptoativos capazes de formar novos milionários

Você provavelmente já ouviu falar em “DeFi” e deve se perguntar o que isso significa e como proceder. Vou te explicar  como aproveitar esse segmento de alto potencial da era cripto.

1.Afinal, o que é DeFi?

O termo DeFi, vem de decentralized finance, traduzindo para o bom português, finanças descentralizadas, que tem como objetivo promover aplicações baseadas em contratos inteligentes (Smart Contracts). Trata-se de tokens associados à prestação de serviços financeiros como empréstimos, mas sem a intermediação de grandes instituições financeiras. 

Na prática, DeFi é um contrato digital programável que realiza negociações de valores sem a necessidade de intermédio humano. Esse segmento, além de muito prático, também garante segurança ao usuário, já que as operações são registradas na Blockchain (tecnologia que garante confiabilidade das transações com criptoativos) o sistema cria um mecanismo de defesa inviolável para registro de dados sequenciais, o que assegura o contrato.

O DeFi já ganhou destaque no mercado financeiro e também na mídia. Há quem diga que o segmento veio para recriar o sistema bancário, facilitando as operações de forma não centralizada, agilizando as transações financeiras em criptoativos.

“ O objetivo do DeFi é reconstruir o sistema bancário para todo o mundo dessa forma aberta e sem permissão” disse, Alexander Pack (sócio-gerente da Dragonfly Capital, gestora de investimentos global, focada em análises de criptomoedas) em entrevista para o site Foxbit.

QUERO FAZER PARTE DO PLANO MILIONÁRIO CRYPTO DEFI COM POTENCIAL PARA TRANSFORMAR 5 MIL EM 1 MILHÃO

2.Por que é um segmento promissor?

No segmento DeFi há muitos projetos inovadores que tendem a ganhar cada vez mais espaço e existe a possibilidade desses ativos gerarem retornos exponenciais. 

Em uma análise realizada pela Empiricus, de janeiro até outubro de 2021, mais de 20 criptomoedas DeFi tiveram rentabilidades absurdas – e que chamam mais atenção em um momento desafiador para a bolsa brasileira, como por exemplo a BakaryToken (BAKE) que já teve uma valorização de 9,6% entre o final de outubro e o início de novembro e a Hydro (HYDRO) com 41,9% no mesmo período, ambas com alto desempenho em carteira, apenas nesses últimos 11 meses, o que gera ainda mais impulso para as finanças descentralizadas, nessa reta final de ano e início de 2022.

A alta performance dos DeFi tem sido tão significante, que até mesmo o presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, comentou sobre o protocolo. Segundo ele, o setor de DeFi tem grande potencial no sistema financeiro nacional e deve ser integrado em breve.

“O setor de DeFi é promissor com o uso da tecnologia Blockchain e nós temos que participar desse setor para construir o dinheiro programável. No Brasil já estamos trabalhando nesta trilha de integração, visando o Open Finance, com o Real Digital, a nossa CBDC”, destacou Campos Neto, em matéria veiculada no portal Cointelegraph.

Dados mostram que as DeFi são uma tendência para o futuro. Segundo um estudo da Binance Research, o crescimento dessa tecnologia foi de 2.300% em 2020, totalizando um milhão de usuários. Além disso, o valor investido nesta modalidade passou de  $697 milhões no final de 2019 para  $16 bilhões em 2020. Hoje, esse número já passa dos  $50 bilhões.

3.Principais aplicações: projetos, meios de pagamentos e corretora

Atualmente já existem 129 ativos digitais em DeFi, e diariamente são criados novos projetos para esse segmento nas seguintes áreas:

  • Empréstimos de criptoativos;
  • Trocas de ativos;
  • Trades;
  • Stablecoins;

Entre as principais aplicações de DeFi, estão os chamados empréstimos relâmpagos, ou Flash Loans, como são popularmente conhecidos no mercado financeiro. Essas operações são feitas em segundos, e permitem que você empreste ou pegue criptomoedas emprestadas sem precisar de nenhum banco ou comando. Alguns protocolos que permitem esse tipo de operação são o Aave e Compound que rodam em Blockchain Ethereum (ETH).

Outra funcionalidade do DeFi são as stablecoins, classe de criptoativos criada para lastrear digitalmente moedas fiduciárias na proporção de 1 para 1. Esses ativos tentam atrelar seu valor de mercado a alguma referência externa, como por exemplo dólar ou euro. É muito comum encontrar hoje essas moedas tokenizadas neste formato. Stablecoin é um dos protocolos que mais garantem estabilidade de preços no mercado cripto.

A classe de ativos DeFi, se destaca por ser a mais visionária do ciclo financeiro digital, pois, o projeto visa reduzir o excesso de trâmites administrativos, de maneira que tudo fique mais acessível ao investidor ou cliente. A negociação é registrada em um smart contract, que é autorizado em uma blockchain pública, geralmente uma blockchain ethereum, e esses contratos garantem que as criptos não mudem de mão até que tudo que foi acordado seja atendido. Ou seja, menos burocracia, mais segurança e eficácia durante o processo.

QUERO FAZER PARTE DO PLANO MILIONÁRIO CRYPTO DEFI TER A CHANCE DE TRANSFORMAR 5 MIL EM 1 MILHÃO

4.Criptomoedas DeFi como alternativa de investimento

As finanças descentralizadas chegam ao criptomercado como uma ótima opção de diversificar sua carteira em ativos digitais. 

Até mesmo famosos empresários se renderam ao segmento. Mark Cuban, dono do time de basquete Dallas Mavericks, é assumidamente um investidor de cripto DeFi. O investidor americano Tim Draper e o bilionário alemão Peter Thiel também aportam em criptos DeFi.

A Maker é atualmente o protocolo com maior capitalização de mercado com US$ 18 bilhões, um crescimento enorme nos últimos 3 meses, conforme apresenta o gráfico abaixo:

Gráfico mostra o desempenho da MAKERem DeFi
Gráfico de desempenho MAKER. Fonte:DeFi PULSE

O fato é que algumas criptos DeFi já entregaram mais de 10.000% somente no acumulado deste ano. Como os protocolos Rari Governance e Fantom, que entregaram aproximadamente 12.636% e 15.243%.

Claro que a rentabilidade passada não é garantia de uma valorização futura, mas o potencial é muito grande, pois como abordei aqui, os projetos DeFi estão ligados a mudanças e disrupções no sistema financeiro.

Agora que você já sabe o que é DeFi e como inserir essa classe visionária no seu portfólio de criptos, não deixe de participar do encontro com a  equipe de análises da Empiricus especialista em Criptomoedas, no dia 29 de novembro. Onde eles irão te dar informações exclusivas sobre o Plano Milionário com Crypto Defi.

A sua meta é ter ganhos explosivos e ser o próximo milionário do Brasil? Então não perca tempo. Aperte esse botão e tenha chances de mudar a sua vida.

QUERO FAZER PARTE DO PLANO MILIONÁRIO CRYPTO DEFI COM POTENCIAL PARA TRANSFORMAR 5 MIL EM 1 MILHÃO