Corretora BitMEX não pode realizar operações de cripto no Reino Unido

Brave New Coin
12/03/2020 - 15:52
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O alerta não significa que é ilegal que um cidadão britânico compre e venda derivativos de cripto na BitMEX. No entanto, poderia sugerir que a corretora vai limitar sua exposição ao mercado britânico para evitar multas (Imagem: Crypto Times)

No dia 3 de março, a Autoridade de Conduta Financeira (FCA, na sigla em inglês) emitiu um alerta de que a BitMEX, grande corretora de derivativos, não tem autorização para realizar operações no Reino Unido.

O alerta é um claro sinal de que as autoridades britânicas querem uma indústria de criptoativos regulada.

BitMEX? Não!

A FCA acredita que a empresa baseada nas Ilhas Seychelles está fornecendo serviços financeiros para cidadãos britânicos sem autorização adequada.

“Essa empresa não possui nossa autorização e tem, como alvo, cidadãos do Reino Unido. Com base em algumas informações, acreditamos que a corretora está realizando atividades reguladas que necessitam autorização”, declarou a autoridade.

“Pedimos que vocês só realizem negociações com empresas financeiras que possuem nossa autorização”, acrescentou a FCA.

O alerta não significa que é ilegal que um cidadão britânico compre e venda derivativos de cripto na BitMEX. No entanto, poderia sugerir que a corretora vai limitar sua exposição ao mercado britânico para evitar multas.

Como resultado, a BitMEX poderia pedir que seus usuários britânicos encerrem suas atividades de negociação e saquem seus fundos ou, em último caso, desencorajar esses cidadãos a utilizarem a plataforma. Até agora, nenhuma dessas coisas aconteceu.

Em vez disso, a BitMEX divulgou publicamente que está trabalhando para resolver a situação.

Com uma postura contrária à da SEC dos EUA, a FCA do Reino Unido aprova os serviços de criptoativos, mas exige que as corretoras possuam as devidas autorizações de operação (Imagem: Freepik)

Cripto? Sim! Mas só com regulamentação

Sem dúvidas, a FCA é uma das reguladoras financeiras mais favoráveis a cripto do mundo.

A autoridade sediada em Londres já teve diversas startups de cripto e de blockchain em seu programa de sandbox regulatório (para teste de produtos, serviços, modelos comerciais inovadores e apresentar mecanismos inovadores) e esteve dando as boas-vindas para empresas de criptoativos que buscam por estabelecer seu negócio na Inglaterra.

Porém, a FCA não quer que a indústria britânica de cripto opere sem regras e regulações. Em julho de 2019, a autoridade emitiu um “Guia sobre Criptoativos” oficial, após consultas na indústria de blockchain.

Além disso, desde o dia 10 de janeiro, a FCA é a “supervisora  de medidas de antilavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo (AML/CFT) das empresas de criptoativos britânica” e requer que todas as empresas se registrem.

Corretoras de criptoativos — principalmente as que oferecem derivativos — que têm clientes no Reino Unido, mas que não são registradas como empresas cripto com a FCA podem sofrer o mesmo tipo de restrição.

A indústria cripto continua a crescer, assim como a atenção dos reguladores em relação a atividades de mercado não reguladas. Porém, ainda não se sabe o que isso irá significar para os volumes globais de negociação em bitcoin.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 30/05/2020 - 18:12

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web