Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Cresce número de investidores em opções na CME após halving do bitcoin

18/05/2020 - 14:21
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
cme group
Halving da rede Bitcoin pode ter resultado em maior interesse em derivativos de cripto em plataformas como CME (Imagem: Crypto Times)

O halving do bitcoin parece ter resultado no aumento de um produto de negociação em uma das instituições financeiras mais importantes de Wall Street.

Volumes de negociação e posições compradas no produto de opções de bitcoin do CME Group aumentaram desde o acontecimento na segunda-feira passada, em que o número de bitcoins produzidos com cada bloco de transações caía de 12,5 BTC para 6,25 BTC (e, assim, diminuindo pela metade a emissão de novas moedas).

Dez notícias para entender o halving do Bitcoin

CME, dentre os maiores grupos cambiais do mundo, lançou seu produto de opções de bitcoin no início de 2020.

Conforme CME destacou em uma publicação, o halving deste ano foi único em relação aos anteriores, dado o tamanho do mercado de derivativos e a disponibilidade de opções e futuros em corretoras americanas regulamentadas.

Mais especificamente, opções podem ser usadas por mineradores para fazer o hedge de sua exposição ao bitcoin à vista. Mineradores também podem usar opções para ganhar lucro adicional.

“Um mercado robusto de opções também poderia permitir que mineradores obtivessem renda extra ou melhorassem posições compradas que, em seguida, amorteceriam o impacto do halving”, disse Payal Lakhani, diretora de pesquisas acionárias e de desenvolvimento de produto do CME.

“Com o surgimento de um mercado saudável de opções, investidores podem obter sinalizações de preço e estimativas de consenso sobre expectativas de mercado.

Volumes de opções de bitcoin (Imagem: Skew)

De fato, até o halving, volumes de negociação e posições abertas em opções de bitcoin do CME eram mínimos.

Posições compradas — o número total de contratos de derivativos pendentes — dispararam de US$ 35 milhões no dia 11 de maio para US$ 142 milhões no dia 14 de maio, conforme indicou Skew, fornecedora de dados de derivativos cripto.

Enquanto isso, o número de contratos negociados atingiu um recorde de 878 contratos no dia 13 de maio. Em termos de dólares, isso representa US$ 40 milhões em volumes de negociação, segundo a Skew.

Para ter certeza, apesar do crescimento, o tamanho do mercado do CME representa uma fração de sua adversária Deribit, que negociou US$ 16 milhões no dia 13 de maio.

Efeito Jones?

Negociadores especulam que a nova ação nas opções de bitcoin do CME foi direcionada tanto por mineradores como por novos entrantes institucionais ao mercado.

CME revelou, com exclusividade ao The Block, que 256 novas contas começaram a negociar o produto desde o início de maio, com um acumulado de 2.129 contas negociando o produto.

Contas negociando opções de bitcoin no CME (em 2020)

“Como pode perceber, muitas das novas contas foram criadas apenas nas primeiras duas semanas de maio em relação ao mês inteiro de abril”, afirmou um porta-voz por e-mail.

Emmanuel Goh, “guru” em derivativos e fundador do Skew, afirmou que a adesão institucional do produto está direcionando o crescimento.

Richard Rosenblum do fundo GSR Trading afirmou que o halving, justaposto com a pandemia atual e queda macro, pode ter atraído novos investidores e negociadores profissionais que são mais propensos a negociar futuros no CME do que bitcoin à vista.

“O ‘timing’ do halving, coincidindo com a pandemia, sem dúvidas, ajudou investidores como Paul Tudor Jones a entrarem [no mercado] e outros também virão”, afirmou Rosenblum. “Instituições que fizerem como Jones são mais propensas a negociar no CME.”

Em relação aos planos futuros do CME, apesar de novos derivativos serem lançados em plataformas adversárias, a empresa não está se preparando para lançar novos produtos ligados ao mercado cripto nesse momento. De acordo com um porta-voz da empresa:

“No CME Group, nosso processo de inovação começa com nossos clientes — considerando seu feedback para que possamos criar produtos e soluções para ajudá-los a gerenciar seu risco. Embora estejamos conversando com nossos clientes sobre formas de atender suas necessidades, não temos planos para lançar outros produtos de criptomoedas nesse momento.”

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 18/05/2020 - 14:24