BusinessTimes

Dasa (DASA3) prepara acordo com Unimed-RJ que garante receita anual de R$ 308 milhões

18 abr 2023, 20:14 - atualizado em 18 abr 2023, 20:15
Dasa DASA3 parceria Unimed-RJ exames clínicos imagem
Parceria: Dasa (DASA3) passará a atender pacientes da Unimed-RJ para exames clínicos e de imagem (Imagem: Divulgação/ Dasa)

O conselho de administração da Dasa (DASA3) autorizou a diretoria executiva a tomar todas as medidas necessárias para fechar um acordo de prestação de serviços com a Unimed-RJ. Se vingar, a parceria renderá uma receita bruta anual de, pelo menos, R$ 308 milhões à empresa de diagnósticos.

A reunião do conselho ocorreu em 6 de abril, mas sua ata só foi divulgada hoje (18). Segundo ela, o objetivo é garantir que os beneficiários dos planos de saúde da Unimed-RJ sejam encaminhados aos centros de diagnóstico da Dasa para exames clínicos e por imagem.

Os termos aprovados pelos conselheiros estabelecem que a Dasa receberá o maior entre dois valores: um piso bruto de R$ 308 milhões por ano, corrigidos por 100% do IPCA; ou 70% do valor total de desembolsos da Unimed-RJ com serviços de exames.

Dasa (DASA3) imporá penalidades à Unimed-RJ

A ata informa, ainda, que o acordo prevê penalidades para o caso de a Unimed descumprir as cláusulas de demanda mínima ou receita mínima a ser paga.

Em contrapartida, a Dasa pagará à Unimed-RJ um valor de R$ 170 milhões pela celebração do acordo. O valor será dividido em R$ 50 milhões, a serem pagos no fechamento da parceria. Essa quantia será abatida da dívida que a Unimed-RJ acumula atualmente junto à Dasa.

O saldo restante será pago em quatro parcelas, sendo as duas primeiras de R$ 15 milhões, e as duas últimas, de R$ 45 milhões.

Veja os termos do acordo da Dasa com a Unimed-RJ, divulgados na ata da reunião do conselho de administração.

 

Diretor de Redação do Money Times
Ingressou no Money Times em 2019, tendo atuado como repórter e editor. Formado em Jornalismo pela ECA/USP em 2000, é mestre em Ciência Política pela FLCH/USP e possui MBA em Derivativos e Informações Econômicas pela FIA/BM&F Bovespa. Iniciou na grande imprensa em 2000, como repórter no InvestNews da Gazeta Mercantil. Desde então, escreveu sobre economia, política, negócios e finanças para a Agência Estado, Exame.com, IstoÉ Dinheiro e O Financista, entre outros.
Linkedin
Ingressou no Money Times em 2019, tendo atuado como repórter e editor. Formado em Jornalismo pela ECA/USP em 2000, é mestre em Ciência Política pela FLCH/USP e possui MBA em Derivativos e Informações Econômicas pela FIA/BM&F Bovespa. Iniciou na grande imprensa em 2000, como repórter no InvestNews da Gazeta Mercantil. Desde então, escreveu sobre economia, política, negócios e finanças para a Agência Estado, Exame.com, IstoÉ Dinheiro e O Financista, entre outros.
Linkedin