Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

David Marcus, do Projeto Libra: alegações do Wall Street Journal são falsas

02/10/2019 - 15:00
David Marcus, Head da Calibra subsidiária do Projeto Libra, se manisfestou no Twitter sobre matéria feita pela Wall Street Journal (Imagem: Youtube)

David Marcus, co-criador do Projeto Libra e diretor executivo da subsidiária do Facebook, a Calibra, mirou em um artigo publicado pelo Wall Street Journal (WSJ) na terça-feira, alegando que Visa, Mastercard, PayPal e Stripe hesitaram em se comprometer com a Associação Libra como membros.

Segundo rumores alegados pelo WSJ, tanto a Visa Inc., a Mastercard Inc. e outros parceiros financeiros que se habilitaram a construir e manter a rede de pagamentos da Libra estejam reconsiderando seu envolvimento após reações negativas dos legisladores e do governo dos EUA e da Europa, segundo pessoas familiarizadas com o assunto. Desconfiados de atrair escrutínio regulatório, executivos de alguns dos apoiadores do Projeto Libra recusaram os pedidos do Facebook para apoiar publicamente o projeto, segundo o WSJ. Leia mais sobre as reações ao Projeto Libra aqui.

Em um tópico de quatro partes no Twitter, Marcus esclareceu que “a parte do artigo do WSJ sugerindo que o Projeto Libra não estava em evidência ou não compartilhava informações detalhadas sobre como proteger a Libra e proteger a rede contra atividades ilegais é categoricamente falso”.

 

Em outro trecho David Marcus continua sua explicação: “posso afirmar que estamos trabalhando com muita calma e confiança com as preocupações legítimas que a Libra levantou ao trazer conversas sobre o valor das moedas digitais em relação ao futuro”. Em tradução livre.

Quando lançou o projeto em junho, o Facebook disse que o Projeto Libra poderia mudar todo o sistema financeiro, dando aos consumidores uma nova maneira de movimentar dinheiro através das fronteiras. Os apoiadores do projeto viram o esforço da rede de pagamentos como uma maneira de lucrar com os 2,4 bilhões de usuários ativos mensais do Facebook. Por conseguinte e em consequência, todos os reguladores monetários, governos e legisladores das maiores economias do mundo se manifestaram contra a ideia de uma moeda controlada pela Facebook. As maiores reações têm vindo da Europa. Leia mais aqui.

No Brasil a posição do Banco Central ainda não é conhecida publicamente sobre o Projeto Libra, mas nas palavras de Fábio Carneiro, especialista em supervisão bancária do Banco Central (BACEN) em evento realizado no Rio de Janeiro, dia 17/09, leia mais aqui, declarou que o BACEN está mais atento aos riscos regulatórios que o Projeto Libra representa à política monetária nacional e em todas as praças onde a stablecoin da Associação Libra irá atuar do que com as já conhecidas criptomoedas. Leia mais sobre a posição da União Europeia sobre o Projeto Libra aqui.

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Leandro França de Mello - 02/10/2019 - 14:01

Cotações Crypto
Pela Web