AgroTimes

De olho no boi: O que recorde nos abates de bovinos diz sobre 2023 e aponta para 2024?

08 dez 2023, 16:57 - atualizado em 08 dez 2023, 16:57
boi gordo abates
De acordo com analista, as perspectivas apontam para um ano de transição, com uma demanda aquecida para exportações do boi gordo e carne(Foto: IBGE)

O mercado do boi gordo virou em novembro, com o indicador Cepea/Esalq do animal acumulando alta de 0,93% no mês.

2023 ficou marcado por um ano de forte queda nos preços em função do ciclo pecuário favorável no Brasil, e ao longo do mês de dezembro, o indicador do Cepea apontou alta de 1,40%.

Nesta semana, o destaque ficou para o crescimento dos abates de bovinos, que atingiram recorde no terceiro trimestre de 2023.

Com isso, o Agro Times ouviu alguns especialistas sobre o que esses dados explicam sobre 2023, assim como para o que apontam em 2024.

O que os abates contam sobre 2023 e 2024?

De acordo com Fernando Iglesias, analista da Safras & Mercado, os números explicam o amplo descarte de matrizes (fêmeas) em 2023, que trará consequências de médio e longo prazo.

“Em dado momento, o ritmo de nascimentos não vai acompanhar a demanda por animais de reposição. Ou seja, aumenta a propensão a reajustes de preços”, explica.

Dessa forma, Iglesias ressalta que 2023 será um ano de transição, com os abates apresentando um leve declínio.

“Apesar disso, as exportações seguem aquecidas e o Brasil ainda é a melhor alternativa para o fornecimento global. Assim, nós acreditamos em uma menor disponibilidade doméstica e preços um pouco melhores se comparado ao ano atual”, analisa.

Quanto à demanda, o analista enxerga as indústrias priorizando a exportação, considerando algumas dificuldades domésticas em ampliar o poder de compra da população, especialmente para quem recebe entre um e dois salários.

Exportações de carne bovina

No acumulado do ano, até outubro, a exportação de carne bovina in natura chegou a 1,6 milhão de toneladas, volume 5,9% menor que o registrado no mesmo período de 2022, com 1,7 milhões de toneladas.

Em novembro, foram exportadas 187,9 mil toneladas de carne bovina in natura, com média diária embarcada 26,3% maior que o registrado em novembro de 2022.

Assim, o volume consolida este o mês de novembro de 2023 como melhor da história, e somado ao volume já embarcado, coloca este ano como o segundo melhor na história. Apesar disso, os preços pago pelos importantes seguiram em baixa.

“Dezembro deve ser um mês com volumes menores do que foi novembro. O trâmite para que a carne bovina chegue até a China, nosso principal cliente, leva entre 60 a 80 dias, e o momento de maior demanda local é o Ano Novo Lunar, que ocorre em meados de fevereiro do próximo ano”, explica Felipe Fabbri, da Scot Consultoria.

Repórter no Agro Times
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.