Empresas

Dividendos: 5 ações para ter na carteira em junho, com rendimentos de até 24%

09 jun 2024, 9:51 - atualizado em 09 jun 2024, 9:51
dividendos ações
Entre as ações presentes na carteira mensal de dividendos da CM Capital, destaque para o Banco do Brasil; confira(Imagem: Getty Images Signature/Canva Pro)

A CM Capital divulgou sua carteira recomendada para os investidores que pensam em embolsar dividendos no mês de junho.

Segundo a casa, o objetivo da carteira é trazer ações de empresas que são boas pagadoras de dividendos. Desta forma, eles observam não só a taxa que a empresa paga de dividendos (dividend yield), como também métricas como crescimento dos dividendos, lucro líquido, Payout e outras, com o benchmark da carteira sendo o IDIV.

Sendo assim, entre as ações que compõem a carteira, estão:

Empresa Ticker Dividend Yield (2024)
Metalúrgica Gerdau GOAU4 13,40%
Banco do Brasil BBAS3 8,45%
Metal Leve LEVE3 24,88%
Bradespar BRAP4 14,88%
BrasilAgro AGRO3 12,61%

Por dentro das ações escolhidas pela CM Capital

Metalúrgica Gerdau (GOAU4)

No cenário macroeconômico atual, ações como a GOAU4 se destacam como boas alternativas para a carteira, visto que a empresa tem forte geração de caixa e é pouco alavancada. Esta sobra de caixa permite uma maior destinação de recursos para o pagamento de dividendos.

Apesar da entrada do aço chinês estar prejudicando as receitas, a venda da participação nas joint-ventures Diaco e Gerdau Metaldom podem aumentar os dividendos que serão pagos em 2024.

Banco do Brasil (BBAS3)

Banco do Brasil tem um histórico de bom pagamento de dividendos. O banco pagou mais de R$ 2,4 bilhões em proventos a seus acionistas, referentes aos ganhos registrados no quarto trimestre de 2023.

Vale mencionar, o conselho de administração do Banco do Brasil aprovou uma nova proposta para aumentar o seu payout de 40% para 45% no exercício de 2024, por isso vale a pena ter BBAS3 na carteira.

Além disso, seus múltiplos (P/VPA e P/L) ainda se encontram muito descontados mostrando que ainda dá espaço para valorização das ações.

Metal Leve (LEVE3)

Metal Leve, uma fabricante de autopeças, é reconhecida como uma das melhores pagadoras de dividendos no Brasil.

Ela tem um histórico muito positivo de distribuição de proventos, com um dividend yield (DY) de pelo menos 20%, tem mantido um alto nível de payout, crescimento das receitas e lucros nos últimos 5 anos e bons níveis de rentabilidade (ROIC 36% e ROE 45,7%)

Bradespar (BRAP4)

A Bradespar possui 3,8% de participação na Vale (VALE3), com diversas métricas melhores na Bradespar. Dentre elas, a CM cita o P/L mais baixo que da Vale, assim como P/VP e EV/EBITDA também menores.

Já sua taxa de dividendos sobre o preço é maior na Bradespar. Além disso, a companhia tem um payout bastante estável ficando em 49,54% no ano de 2023.

BrasilAgro (AGRO3)

Em 2024, a BrasilAgro tem se destacado como uma das boas pagadoras de dividendos. A empresa vem mantendo um bom nível de payout, superior ao que está no estatuto da empresa.

Apesar no prejuízo no último trimestre disponibilizado a empresa projeta dividend yield de 12% para 2024. Além disso, o nível de dividendo é bastante regular e estável nos últimos anos.

 

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.