Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Do lucro ao prejuízo: 12 empresas que perderão o ano, devido ao coronavírus

24/03/2020 - 15:01
Clientes em loja das Casas Bahia, que faz parte da Via Varejo
Ano perdido: Via Varejo, dona da Casas Bahia, pode sofrer prejuízo bilionário com pandemia (Imagem: REUTERS/ Nacho Doce)

O ano das empresas de varejo e consumo virou pelo avesso. Tudo caminhava para uma retomada do mercado interno, com a queda do desemprego, juros baixos e PIB acima de 2%. Mas, segundo o Banco Safra, desde a eclosão da pandemia de coronavírus, isso já é passado para, pelo menos, 12 companhias ligadas a esses setores e listadas na Bolsa.

A Via Varejo (VVAR3) e o Magazine Luiza (MGLU3) devem ser os varejistas mais prejudicados pela pandemia de coronavírus, segundo o Banco Safra. Com o fechamento das lojas físicas, devido à quarentena, e a recessão que se desenha para 2020, o banco prevê que ambas sofram um prejuízo bilionário.

Guilherme Assis e Felipe Reboredo, que assinam a análise do Safra, estimam que a Via Varejo encerrará o ano com um prejuízo líquido de R$ 1,622 bilhão, ante a previsão inicial de lucro de R$ 577 milhões. Para o Magazine Luiza, a previsão é de perdas de R$ 1,095 bilhão, contra a estimativa original de lucro de R$ 706 milhões.

Cenário

No cenário básico, as vendas dos varejistas cobertos pelo Safra cairão 25%, se as lojas físicas permanecerem fechadas por 90 dias para atender à quarentena. Após a reabertura, as vendas seriam retomadas gradualmente, mas seriam prejudicadas ainda pela esperada queda da renda dos consumidores.

Outras empresas de varejo e consumo também devem ver o ano virar pelo avesso com a pandemia. A Natura & Co. (NTCO3) é uma delas. A projeção original do Safra era de um lucro líquido de R$ 956 milhões. Agora, a fabricante de cosméticos deve perder R$ 934 milhões.

As empresas mais blindadas contra a crise são as ligadas ao setor farmacêutico e de alimentos, segundo o Safra. Isso não significa, porém, que lucrarão mais neste ano.

Embora a pandemia crie um pico de demanda por medicamentos e comida, o banco acredita que haverá um refluxo de consumo após a crise, causado pela queda da renda e pela recessão no horizonte.

Veja, a seguir, o impacto do coronavírus, estimado pelo Safra, para as empresas de varejo e consumo.

Empresa Ticker Resultado com coronavírus (R$) Resultado sem coronavírus (R$)
Via Varejo VVAR3 -1,622 bilhão +577 milhões
Magazine Luiza MGLU3 -1,095 bilhão * +706 milhões
Lojas Americanas LAME4 -428 milhões +883 milhões
Lojas Renner LREN3 -1 milhão +1,382 bilhão
Guararapes GUAR3 -533 milhões +547 milhões
Centauro CNTO3 -139 milhões +237 milhões
Arezzo ARZZ3 -42 milhões +216 milhões
C&A CEAB3 -472 milhões +247 milhões
Restoque LLIS3 -117 milhões +50 milhões
Natura &Co NTCO3 -934 milhões +956 milhões
Burger King BKBR3 -157 milhões +89 milhões
IMC MEAL3 -99 milhões +31 milhões

*A tabela informava anteriormente um prejuízo de R$ 1,95 bilhão.

Atualizada às 23h45 de 24/03/2020

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Gustavo Kahil - 24/03/2020 - 23:46