Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Donos de navios-tanque enfrentam ‘abacaxi’ com seguros em meio a stress no Oriente Médio

09/01/2020 - 10:01
Tensão entre Irã e EUA encarecem passagem no Estreito de Ormuz, importante passagem marítima para o transporte petrolífero (Imagem: Leader.ir)

Mesmo que os Estados Unidos e o Irã pareçam indicar um desejo de evitar mais conflitos, os armadores de navios de petróleo e gás estão se preparando para pagar um preço pela guerra de palavras que culminaram em ataques de foguetes no Iraque na última semana, com contas de seguro mais altas.

De acordo com fontes do setor, os pagamentos conhecidos como prêmios de risco de guerra para os navios-tanque que passam pelo Estreito de Ormuz podem aumentar significativamente, adicionando centenas de milhares de dólares aos custos de remessa em alguns casos, que serão repassados ​​aos compradores de combustível — principalmente na Ásia.

Cerca de 20% do suprimento mundial de petróleo e um quarto do suprimento global de gás natural liquefeito (GNL) são transportados em navios-tanque pelo Estreito de Ormuz, uma passagem estreita entre o Golfo e o Oceano Índico.

A Arábia Saudita é o maior exportador de petróleo do mundo, enquanto o Catar é o maior exportador de GNL.

“Estamos obviamente preocupados com a tensão em torno da área mais ampla (do Golfo)”, disse Svein A Ringbakken, diretor da seguradora norueguesa Den Norske Krigsforsikring para Skib (DNK) à Reuters.

“Os trânsitos de navios nessas áreas já estão há algum tempo sujeitos a prêmios adicionais de seguro contra riscos de guerra que podem aumentar à luz dos desenvolvimentos recentes”.

petróleo-navios
Cerca de 20% do suprimento mundial de petróleo e um quarto do suprimento global de gás natural liquefeito são transportados em navios-tanque pelo Estreito de Ormuz (Imagem: Pixabay)

Os armadores pagam uma cobertura anual de seguro de risco de guerra, além de um prêmio adicional de “violação” ao entrar em áreas de alto risco. Esses prêmios separados são calculados de acordo com o valor do navio, ou casco, por um período de sete dias.

As seguradoras de navios cotaram a taxa de violação por 7 dias em cerca de 0,35% dos custos de seguro, acima dos 0,15% em dezembro, disse um corretor de navios de Londres.

Um corretor de GNL de Cingapura calculou os custos extras como significativos. “Dependendo do tipo de navio, isso adiciona cerca de 150.000 a 200.000 dólares (aos custos gerais) por viagem”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Outros no setor de transporte marítimo estão menos preocupados com encargos financeiros extras, dizendo que os preços atuais dos riscos do Golfo já consideraram o potencial de outro ataque ao transporte marítimo de mercadorias e, portanto, podem não mudar — a menos que a situação piore.

“Para os mercados de GNL, as crescentes tensões no Oriente Médio significam que todos os olhos estarão em qualquer risco de atravessar o Estreito de Ormuz”, disse Saul Kavonic, analista do Credit Suisse.

“Um fechamento prolongado do Estreito de Ormuz pode fazer os preços spot de GNL dispararem e surgir um cenário de destruição da demanda, virando o atual mercado de GNL macio”, disse ele. Os preços spot de GNL na Ásia, que atualmente estão no seu nível mais baixo nesta época do ano.

Última atualização por Diana Cheng - 09/01/2020 - 10:38

Há uma bolha na Bolsa brasileira?