Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Economistas reduzem projeção para rombo fiscal do governo em 2021 em mais de R$ 10 bilhões

12/02/2021 - 12:28
Moedas Real
A previsão dos economistas para o déficit primário em 2022, por outro lado, aumentou ligeiramente para 164,8 bilhões de reais, ante 163,9 bilhões há um mês (Imagem: Agência Brasil/Marcello Casal Jr)

Economistas consultados pelo Ministério da Economia reduziram suas projeções para o déficit primário do governo central neste ano em mais de 10 bilhões de reais, mostrou o relatório Prisma divulgado nesta sexta-feira.

A estimativa é que o rombo feche 2021 em 211,8 bilhões de reais, segundo a mediana da pesquisa, número inferior ao déficit de 221,9 bilhões de reais projetado há um mês.

O prognóstico também está abaixo da meta fixada pelo governo na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), de déficit de 247,1 bilhões de reais, em cálculo que não incluiu despesas com o pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial, cuja reedição já está sendo discutida abertamente pela equipe econômica e pelo próprio presidente Jair Bolsonaro.

A previsão dos economistas para o déficit primário em 2022, por outro lado, aumentou ligeiramente para 164,8 bilhões de reais, ante 163,9 bilhões há um mês.

A melhora da estimativa dos economistas para as contas neste ano acompanhou um aumento nas projeções para a receita líquida do governo –que tiveram mediana de 1,329 trilhão de reais, ante 1,324 trilhão de reais na pesquisa de janeiro.

A expectativa é que a dívida bruta do país feche este ano em 89,4% do PIB, praticamente estável em relação a 2020, quando o indicador ficou em 89,3%. Já para o próximo ano, os economistas veem um novo aumento do endividamento, para 90,45% do PIB.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 12/02/2021 - 12:29