Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Educação: veja como as empresas do setor se saíram no 3º trimestre

22/11/2020 - 13:53
Anima
Segundo a Ágora, o balanço da Ânima comprova que a qualidade torna um negócio mais resiliente (Imagem: Linkedin/Anima educação/Reprodução)

A Ágora Investimentos reuniu as principais tendências que encontrou nos resultados referentes ao terceiro trimestre do ano do setor de educação. Na avaliação da corretora, a Ânima Educação (ANIM3) foi o destaque no segmento presencial, com queda de 5% na captação e alta de 8% no tíquete médio em comparação com o mesmo período de 2019.

Segundo a Ágora, o balanço da Ânima comprova que a qualidade torna um negócio mais resiliente. Para explicar melhor a afirmação, os analistas Fred Mendes e Flávia Meireles compararam os números da companhia com as operações da rival Ser Educacional (SEER3).

“Para a Ânima, vimos uma tendência positiva recentemente, com o tíquete médio no segmento presencial continuando a aumentar 8% ante o terceiro trimestre de 2019 e 4% nos 12 últimos meses (excluindo aquisições). Na Ser, observamos uma tendência negativa nos últimos trimestres, com o tíquete médio caindo 11% ante o terceiro trimestre do ano passado e 6% na comparação nos 12 últimos meses, excluindo aquisições, dado o impacto negativo da crise de covid-19″, afirmaram.

No segmento de ensino a distância (EAD), a Yduqs (YDUQ3) apresentou o melhor desempenho, embora todas as empresas tenham se saído bem.

Yduqs
No segmento de ensino a distância (EAD), a Yduqs apresentou o maior crescimento de admissão de estudantes (Imagem: Divulgação/Estácio)

A Yduqs teve o maior crescimento de admissão de estudantes na categoria, chegando a compensar parcialmente os efeitos negativos causados pelo fechamento das escolas durante o período mais agudo da pandemia.

“Em termos de tíquetes no segmento de EAD, a tendência negativa manteve-se, sendo potencializada pela introdução ou posterior promoção de novos produtos mais baratos, o que nos leva a crer que a queda em cursos comparáveis não foi tão acentuada”, complementaram os analistas.

Quanto às provisões para devedores duvidosos, Ânima e Yduqs já estão com níveis normalizados. No caso da Cogna (COGN3), que registrou prejuízo líquido consolidado de R$ 1,2 bilhão, a Ágora projeta uma recuperação significativa não no quarto trimestre deste ano, mas em 2021.

Preferência

A Ágora manteve a Yduqs como a empresa favorita no setor de educação.

“Vemos uma tendência sólida no segmento de EAD, enquanto a avaliação é atraente, com um desconto de 28% em relação à média de seus pares”, explicaram Mendes e Meireles.

A corretora tem recomendação de compra para a ação da Yduqs, com preço-alvo de R$ 46. Para os papéis da Cogna e da Ser, a recomendação é neutra, com preços-alvos de, respectivamente, R$ 6,50 e R$ 19.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 22/11/2020 - 16:40