Em meio a proibições na China, FTX move operações no país para as Bahamas

25/09/2021 - 12:24
Traduzido e editado por Vitória Martini
Conheça abaixo os dois motivos que impulsionaram a decisão do CEO da corretora de transferir algumas operações para as Bahamas (Imagem: Crypto Times)

A corretora cripto FTX está movendo algumas operações essenciais de sua sede em Hong Kong para as Bahamas.

O fundador e CEO da empresa, Sam Bankman-Fried, escreveu, ontem (24), em um tuíte que a companhia está em processo de mudança de sua sede de Hong Kong para as Bahamas.

A subsidiária bahamense da corretora, FTX Digital Markets, foi registrada como uma empresa de ativos digitais na reguladora de valores mobiliários do país caribenho, de acordo com um comunicado divulgado no início da semana.

O comunicado também informou que Ryan Salame, ex-diretor de mercado de balcão da Alameda Research, será o novo CEO do braço bahamense da corretora cripto.

No entanto, de acordo com uma fonte da empresa, o anúncio emitido ontem significa que Bankman-Fried, provavelmente, passará mais tempo na unidade das Bahamas, e as operações fundamentais serão movidas para lá, ao longo do tempo.

Mesmo assim, a unidade de Hong Kong permanece ativa e outras operações essenciais continuarão lá, por enquanto. A unidade asiática provavelmente manterá suas operações, visto que a corretora mantém uma variedade de escritórios pelo mundo.

A decisão de mover a sede parece ser movida por duas razões. A primeira delas é que o governo chinês continua a reprimir o setor cripto no país, e a FTX pode enfrentar incertezas regulatórias no futuro, apesar do ambiente favorável em Hong Kong.

A segunda diz respeito às Bahamas, que, por outro lado, já possuem uma estrutura para empresas cripto.

Além disso, Bankman-Fried demonstrou, em outros tuítes, suas frustrações com os rígidos procedimentos de quarentena em vigor na China.

“Quem diria, dois anos atrás, que uma consideração significativa sobre onde morar seria: ‘é de fato legal entrar e sair do país’”, escreveu ele em um dos tuítes.

Lançada em 2019, a FTX é um dos maiores meios de negociação de derivativos cripto. No início deste ano, a empresa anunciou que obteve US$ 900 milhões em uma arrecadação de investimentos, a qual avaliou a companhia em US$ 18 bilhões.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Martini - 25/09/2021 - 12:24

Cotações Crypto
Pela Web