Comprar ou vender?

Embraer (EMBR3) nas alturas: Itaú BBA segue positivo, mesmo após disparada em 2024, mas cita cautela; o que fazer?

30 maio 2024, 11:27 - atualizado em 30 maio 2024, 11:27
embraer embr3
Na semana passada, a XP rebaixou sua recomendação para as ações da Embraer, em meio à escalada do papel; vem dividendos? (Imagem: Divulgação/Embraer)

De 2 de janeiro até o fechamento de ontem (29), as ações da Embraer (EMBR3) acumulavam um avanço de 66,44%, com o Itaú BBA revisando nesta semana suas estimativas para empresa após os dados do 1T24.

No período, a empresa reportou prejuízo líquido ajustado de R$ 63,5 milhões no primeiro trimestre de 2024 (1T24), mas receita líquida da companhia foi de R$ 4,44 bilhões no trimestre, ante 3,72 bilhões no primeiro trimestre de 2023.

Com isso, o banco manteve sua recomendação de compra, preço-alvo de R$ 36 e potencial de alta de 23,6%, apesar do rally de 110% das ações em 12 meses contra um avanço de 29% do S&P (o relatório leva em conta dados do fechamento de 24 de maio).

  • Como proteger os seus investimentos: dólar e ouro são ativos “clássicos” para quem quer blindar o patrimônio da volatilidade do mercado. Mas, afinal, qual é a melhor forma de investir em cada um deles? Descubra aqui.

Neste cenário, banco vê uma uma assimetria menos óbvia, o que justifica o “otimismo cauteloso” do banco quanto ao potencial de alta da ação. Por outro lado, o BBA não vê interrupções nos fatores que tem impulsionado as ações. Assim, eles esperam que:

  1. Novas encomendas comerciais, uma vez que os principais concorrentes enfrentam gargalos;
  2. Rentabilidade continue melhorando, pois a indústria poderá aumentar os preços
  3. Aceleração da geração de fluxo de caixa (FCF), traduzindo-se em dividendos em breve
  4. Possível conclusão da disputa legal com a Boeing no 2S24.

Em termos de valuation, no entanto, o banco ressalta que a ação está cerca de ~15% abaixo da sua média histórica.

XP Investimentos rebaixa ação após Embraer disparar

Na última semana, em relatório assinado por Lucas LaghiFernanda Urbano e Guilherme Nippes, a XP Investimentos rebaixou para “neutro” a recomendação para ações da Embraer (EMBR3).

O relatório afirma que o fator principal para o rebaixamento é a visão do valuation mais assimétrico, apesar do que a XP considera como uma performance estelar das ações da empresa.

Apesar da assimetria no valuation, o que motivou o rebaixamento nos papéis da empresa, os analistas esperam boas notícias, como:

  • registro de crescimento de vendas de dois dígitos em 2024-25E, com frutos na melhoria do backlog;
  • que o melhor ambiente operacional se traduza em um perfil consistente de geração de fluxo de caixa livre nos próximos anos.

 

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.