Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Embraer: sem dinheiro, Defesa atrasa projeto do KC-390, e Ágora reforça venda de ações

25/09/2020 - 15:06
KC 390 da Embraer KC390
Dureza: KC 390, da Embraer, sofre com falta de dinheiro do governo (Imagem: Instagram/ Embraer)

Com uma previsão de incremento de apenas 5% no orçamento de 2021, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, sinalizou que projetos estratégicos sofrerão atrasos. Entre eles, o desenvolvimento do avião cargueiro KC 390, construído pela Embraer (EMBR3), em parceria com os militares.

Considerado um dos mais modernos do mundo, o cargueiro já desperta o interesse de diversos governos. Iniciado em 2009, o projeto ganhou impulso em 2014, quando a então presidente Dilma Rousseff assinou um contrato para a aquisição de 28 aeronaves para substituir os atuais cargueiros Hércules da FAB.

Na época, o acordo foi orçado em R$ 7,2 bilhões. As unidades deveriam ser entregues a partir de 2016, mas o primeiro KC 390 só foi incorporado à frota da FAB em 2019.

Desembarque imediato

Para Victor Mizusaki e Flávia Meireles, que assinam um breve comentário da Ágora sobre o assunto, “os atrasos nos projetos de defesa do governo brasileiro podem afetar as perspectivas da Embraer neste segmento.”

A Ágora reforçou a recomendação de venda para as ações da Embraer, com preço-alvo de R$ 5 por papel. O valor é 19% menor que os R$ 6,18 com que a empresa fechou ontem (24).

Trata-se de mais uma má notícia para a companhia, que, nas últimas semanas, trava uma queda de braço com os sindicatos, acerca da intenção da empresa de demitir 900 funcionários, anunciada no início do mês.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Márcio Juliboni - 25/09/2020 - 15:08