Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

EMURGO e Trace Alliance querem usar Cardano em soluções de cadeia de suprimento

27/06/2020 - 11:00
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Parceria entre EMURGO e Trace Alliance permitirá que o blockchain Cardano ajude na transparência de processos e no rastreamento de produtos na indústria de cadeia de fornecimento (Imagem: Crypto Times)

Trace Alliance é um grupo colaborativo que une fornecedores de soluções tecnológicas, empresas e outras organizações a profissionais de cadeias de suprimento para desenvolver soluções e integrações de blockchain com estruturas verticais de cadeias de suprimento.

EMURGO é uma empresa encarregada de encorajar empresas e grandes organizações a aderirem à tecnologia da Cardano (ADA). A empresa também é um membro fundador do protocolo Cardano.

Cardano foi fundada em 2017 por Charles Hoskinson e Jeremy Wood. Hoskinson também é um cofundador da Ethereum (ETH) e atuou brevemente como CEO de uma empresa com fins lucrativos para o projeto Ethereum.

Cardano é um blockchain proof-of-stake (PoS), que permite a detentores do token ADA operarem a rede e votar sobre alterações.

Cardano é diferente de outros projetos PoS por enfatizar uma abordagem direcionada por pesquisas para o design, desejando atingir um rigor acadêmico que pode impulsionar a adesão dessa tecnologia.

Cardano atinge marco histórico
no desenvolvimento de seu blockchain

Cardano é mantido por três organizações distintas e independentes: a Cardano Foundation, a Input-OutPut Hong Kong (IOHK) e a EMURGO.

A Cardano Foundation é uma organização sem fins lucrativos sediada na Suíça e responsável pela supervisão e análise do desenvolvimento do blockchain Cardano.

IOHK é uma empresa cofundada por Hoskinson e Wood que criou a Cardano e desenvolveu Ouroboros, o algoritmo PoS usado pela rede Cardano.

Cardano realizou uma oferta inicial de moeda (ICO) entre setembro de 2015 e janeiro de 2017. A ICO aconteceu em quatro etapas e teve uma venda total de aproximadamente 26 bilhões, do fornecimento total de 45 bilhões, dos tokens ADA. No fim da ICO, foram arrecadados US$ 63 milhões.

O ICO foi gerenciada e realizada por uma empresa japonesa, o que resultou na predominância de compradores japoneses do token ADA em 95%.

No dia 31 de março de 2020, EMURGO anunciou o lançamento da sua solução de rastreabilidade:

“EMURGO Traceability Solution: uma solução empresarial que alavanca a tecnologia blockchain para modernizar padrões de rastreamento existentes de cadeia de suprimento e acrescentar valor aos acionistas e consumidores finais das cadeias de suprimento.”

Esse produto foi a primeira solução empresarial baseada em blockchain desenvolvida pela EMURGO Enterprise.

Junto com esse anúncio, EMURGO também anunciou que a primeira empresa comercial a usar a solução será Blue Korintji Coffee, uma marca indonésia de café. A integração em sua cadeia de suprimento de café beneficiará todos os acionistas, incluindo fazendeiros e consumidores.

Claudia Mancini: cadeias de suprimentos
levam rasteira da COVID-19
e blockchain pode reerguê-las

A solução sob medida irá alavancar a tecnologia blockchain da Cardano direcionada por pesquisa para aumentar a visibilidade de preços de aquisição entre acionistas, além de certificar a imutabilidade de informações privadas e acumuladas.

Blue Korintji Coffee também está comprometida a recompensar fazendeiros ao agrupar uma parte da receita por vendas e investir em sustentabilidade de produção. Clientes do café também poderão escanear um código QR na cafeteria para acessar informações sobre a origem de seu café.

“EMURGO Traceability Solution é uma aplicação comercial inovadora que fornece uma solução real para rastrear as ineficácias nas atuais indústrias de cadeia de suprimento”, afirmou Ken Kodama, CEO da EMURGO.

EMURGO permitirá que Blue Korintji Coffee forneça transparência a seus fornecedores e consumidores (Imagem: EMURGO)

Em setembro de 2019, Hoskinson anunciou que New Balance, marca de esportes e calçados, também usará a solução da EMURGO para ajudar na autenticação de seus produtos.

Após o lançamento dessa solução, o anúncio dessa parceria com a Trace Alliance funciona para criar sinergias entre as soluções sob medida da EMURGO para cadeias de suprimento e membros da Trace Alliance.

“Conforme indústrias tradicionais progridem cada vez mais na integração de soluções blockchain, entra para a Trace Alliance é benéfico tanto para a EMURGO como para membros da aliança para colaborarem, de forma ativa, em formas de fomentar a adesão de blockchain”, afirmou Kodama.

A Trace Alliance é uma associação sem fins lucrativos sediada na União Europeia, integrada ao ecossistema OriginTrail, que funciona como um núcleo inclusivo e colaborativo para unir todas as empresas que desejam trabalhar juntas para solucionar desafios complexos das cadeias de suprimento usando a tecnologia blockchain.

OriginTrail finalizou uma ICO bem-sucedida em 2018 e arrecadou US$ 22,5 milhões.

Exemplos de desafios que o grupo deseja solucionar incluem interoperabilidade de dados, transparência nas cadeias de fornecimento e combate à falsificação.

Trace Alliance age como uma plataforma para o compartilhamento de conhecimento e experiência de implementações do blockchain no mundo real, permitindo que membros conectem e busquem por projetos em comum, criando novas especializações e facilitando a adesão da tecnologia blockchain a nível global.

Membros existentes da Trace Alliance incluem Deloitte, EVRYTHNG, TMA Solutions, Gijima, T-Provenance, Oregon Tilth, TE-FOOD, BTC Logistics Centre e cem outras empresas e fornecedores de serviços.

“Estamos empolgados em ver a EMURGO entrar para a Trace Alliance e esperamos que trabalhe junto com institutos de pesquisa, empresas de software, e organizações não governamentais (ONGs) para a troca de informações, experiências e especializações nesse setor que está evolui rapidamente”, afirmou Ana Bevc, secretária-geral da Trace Alliance.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 26/06/2020 - 16:06