Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Enauta mantém perspectiva de aporte em campo de petróleo apesar de cenário global

12/03/2020 - 16:50
Campo de Manati
O investimento total previsto para o consórcio nesse projeto é de 1 bilhão a 1,5 bilhão de dólares, segundo a companhia (Imagem: Site da Empresa)

A petroleira brasileira Enauta (ENAT3) segue em curso com perspectivas de investimentos bilionários no campo de Atlanta, na Bacia de Santos, apesar do cenário de queda de preços globais do petróleo, informou nesta quinta-feira a diretora-Financeira e de Relações com Investidores, Paula Côrte-Real.

A executiva explicou que a empresa descartou, por ora, alterar planos previstos, apesar de admitir que o cenário atual de queda dos preços do petróleo traz volatilidade maior para seu negócio, especialmente no curto prazo.

“Estamos atentos aos acontecimentos, o mundo inteiro está, e não poderia ser diferente em uma empresa de óleo e gás. Mas, em função desta semana, a gente ainda não teve nenhuma revisão de capex ou de direcionamento da companhia”, disse Côrte-Real, ao participar de teleconferência com analistas de mercado.

A empresa dará início neste trimestre ao processo de tomada de preços para implantação do sistema definitivo de produção em Atlanta, que considera uma plataforma do tipo FPSO de 50 mil barris de petróleo por dia e a perfuração de até nove poços adicionais.

O investimento total previsto para o consórcio nesse projeto é de 1 bilhão a 1,5 bilhão de dólares, segundo a companhia.

“Claramente a gente está vivendo um momento de volatilidade agora, é um cenário um pouco mais nebuloso, a gente está acompanhando… Esse momento de tomada de preços é realmente fundamental para os próximos passos de Atlanta e acho que está tudo sendo analisado”, afirmou.

O campo de Atlanta, operado pela Enauta com 50% de participação, em parceria com a Barra Energia, produz atualmente cerca de 30 mil barris por dia, por meio de três poços em sistema de produção antecipada.

A Enauta planeja implementar o sistema definitivo em Atlanta por fases, sendo prevista inicialmente a perfuração de cinco poços até o fim de 2022, quando se espera o início da produção do sistema definitivo.

No cenário global, o preço do petróleo Brent acumula queda de 50% neste ano, com o recuo sendo acentuado nesta semana (Imagem: REUTERS/Heinz-Peter Bader)

O lucro líquido da Enauta em 2019 totalizou 215,5 milhões de reais, redução de 49,3% em relação a 2018, principalmente por 2018 ter sido beneficiado pelo ganho com a venda da participação detida no bloco BM-S-8, onde está a descoberta da promissora área de Carcará, na Bacia de Santos.

Proteção por hedge

No cenário global, o preço do petróleo Brent acumula queda de 50% neste ano, com o recuo sendo acentuado nesta semana, após o início de uma guerra de preços entre Rússia e Arábia Saudita trazer mais incertezas ao mercado, que já vinha sofrendo com perspectivas de redução da demanda com o coronavírus.

“Logicamente esse cenário traz volatilidade maior para o nosso negócio, mas eu quero destacar aqui que para o curto prazo esse efeito foi parcialmente mitigado pela nossa política de hedge”, disse a diretora-financeira.

Ela ressaltou que o impacto do cenário global de preços do petróleo foi menos intenso na curva de preços futuros de óleo no longo prazo, que segundo a executiva permanece indicando níveis de preços maiores do que aqueles observados no mercado spot.

A executiva explicou ainda que a companhia tem uma política de gestão de riscos de mercado, que incorpora mecanismos de hedge para volatilidades de preços do petróleo.

“Para horizontes mais curtos de tempo, temos percentual de hedge maior do que para horizontes mais longos… Para esse primeiro trimestre, a gente tem entre 30% e 35% da nossa produção hedgeada com algumas opções de venda de óleo, a preços muito maiores do que a gente tem hoje no mercado, em torno de 57 dólares o barril”, afirmou.

Ao olhar 2020 como um todo, a empresa tem mecanismos de hedge aplicados para cerca de 25% da produção.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 12/03/2020 - 16:50